Por Eduardo Luiz
16/06/2022, 20h04

Time de Abel Ferreira saiu atrás com gol contra de Luan, mas marcou 4 vezes em sete minutos. Zé Rafael, Gómez (2) e Scarpa fizeram os gols da vitória por 4 a 2.

(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Primeiro tempo

Com Gómez de volta, Abel optou por escalar o Palmeiras com três zagueiros, mas com o paraguaio atuando como lateral-direito. E foi em cima do zagueiro o primeiro lance de perigo do jogo: Jorginho ganhou dele na corrida e cruzou para Luis Fernando, que teve o chute bloqueado por Murilo. A resposta do Verdão não demorou. Aos 5 minutos Scarpa recebeu de Dudu e cruzou para Rony, que concluiu para fora.

Aos 7 minutos Danilo enfiou para Piquerez ganhar da marcação e chutar forte, nas mãos do goleiro. Aos 9, Danilo bateu colocado da entrada da área, mas errou o alvo. Três minutos depois foi a vez de Veron tentar de média distância, mas o chute foi no meio do gol, fácil para Ronaldo. O Palmeiras tinha o domínio, mas deixava alguns espaços nos contra-ataques. Num deles, aos 13 minutos, Rato chutou cruzado, para fora.

Para não perder o costume, o Verdão foi prejudicado pela arbitragem aos 15 minutos em pênalti de Edson em Gustavo Scarpa. Aos 18, após cobrança de escanteio, Luan ajeitou e Gómez finalizou de bicicleta, por cima. Aos 20 minutos Rony tocou para Danilo chutar muito alto. Aos 26, Zé cruzou para Gómez escorar de cabeça nas mãos de Ronaldo.

O gol alviverde estava amadurecendo, até que aos 28 minutos saiu, com Luan, mas contra. Primeiro o zagueiro errou na saída de bola, depois, no contra-ataque, desviou no travessão após cruzamento de Hayner; na sobra, ao tentar afastar o perigo de voleio, mandou pra dentro da meta de Weverton: 0 a 1. O gol desestabilizou momentaneamente o Palmeiras, que viu o Atlético-GO tentar tirar proveito. Aos 32 minutos, após rebote de Murilo, Marlon chutou por cima do travessão.

Empurrado por quase 40 mil torcedores, o Verdão “acordou” nos minutos finais do primeiro tempo. Aos 41, Luan lançou Gabriel Veron, o atacante dominou e cruzou para Zé Rafael concluir de primeira, de canhota: 1 a 1. A torcida ainda comemorava quando aos 43 minutos Scarpa cobrou escanteio, Luan – se redimindo por completo dos erros no gol do adversário – desviou no primeiro pau e Gómez concluiu livre no segundo: 2 a 1.

Avassalador, o Palmeiras chegou ao terceiro gol no minuto seguinte: Dudu abriu para Veron e o garoto deu outra assistência, desta vez para Scarpa: 3 a 1. A virada relâmpago desestruturou o Atlético-GO na mesma proporção que empolgou o Verdão, que transformou o placar em goleada ainda antes do intervalo: aos 48 minutos Scarpa cobrou escanteio, Rony exigiu ótima defesa de Ronaldo, mas no rebote o “centroavante” Gómez conferiu: 4 a 1.

continua após a publicidade

Segundo tempo

Depois da água que tomou no intervalo, o Atlético-GO voltou para o segundo tempo tentando descontar. Aos 3 minutos Rato cruzou para Churín, mas Murilo se antecipou e desviou. Aos 7, Dudu ajeitou para Danilo fintar seu marcador e soltar a bomba; a bola desviou e saiu em escanteio. Aos 9 minutos Airton arriscou de fora da área, fácil para Weverton.

O jogo era movimentado. Aos 13 minutos Marlon enfiou para Churín bater torto, para fora. Depois desse lance o técnico Abel Ferreira começou a rodar o elenco. Dudu, Veron e Scarpa deram lugar a Wesley, Breno Lopes e Atuesta, respectivamente. Dois minutos depois de entrar, Breno Lopes marcou o quinto gol após passe de Wesley, mas ele estava impedido e a jogada foi corretamente anulada.

Aos 19 minutos Piquerez cruzou e Edson desviou de cabeça, quase marcando um bonito gol contra. Aos 24, as últimas duas mexidas no Verdão: Gabriel Menino por Danilo, e Mayke por Luan. Com a entrada do camisa 12, Gómez voltou a ser zagueiro. Aos 26 minutos Piquerez arriscou de fora da área, a bola ganhou efeito e quase entrou no ângulo esquerdo do goleiro.

O Palmeiras teve boa chance para fazer o quinto gol aos 28 minutos numa arrancada de Breno Lopes, que sairia cara a cara com o goleiro, mas Arthur Henrique cometeu falta no atacante e acabou expulso. Aos 30, Atuesta arriscou da entrada da área e Ronaldo espalmou. Aos 31 minutos Breno Lopes cruzou e Rony não alcançou por pouco.

A exemplo do primeiro tempo, quando o Verdão se aproximava do gol quem marcou foi o Atlético-GO. Aos 33 minutos Hayner cobrou falta, Weverton saiu mal do gol e Churín conferiu de cabeça: 4 a 2. Para não dar chance ao azar, o Palmeiras voltou rapidamente a atacar. Aos 36 minutos Gabriel Menino fuzilou da entrada da área e o goleiro fez ótima defesa. No rebote Breno Lopes também parou em Ronaldo, mas ele já estava impedido.

Querendo mostrar serviço, Gabriel Menino tentou novamente aos 42 minutos, desta vez de falta, mas errou o alvo. Aos 44, Mayke cruzou para Wesley escorar de cabeça, fácil para o goleiro. Aos 46 minutos Wesley bateu colocado, rente à trave esquerda de Ronaldo. E nos acréscimos quase saiu o gol de bicicleta de Rony.

Com a virada avassaladora pra cima do Atlético-GO, o Palmeiras vai a 25 pontos e abre vantagem na liderança do Brasileirão – o segundo colocado tem 22 pontos, o terceiro tem 21, e o quarto tem 18.

Agora o Verdão se preparada para disputar dois jogos seguidos contra o São Paulo, primeiro pelo Brasileirão, na segunda-feira (20/6), depois pela Copa do Brasil (na quinta, dia 23). Ambos clássicos acontecerão no Morumbi, às 20h.

Notícias relacionadas: