Por Eduardo Luiz
16/06/2022, 20h32

Weverton: 6,5
Sem culpa no primeiro gol. No segundo, falhou.

Gómez: 9,0
Um zagueiro que foi improvisado na lateral e que brilhou como centroavante. Monstro!

Luan: 7,0
Falhou triplamente no lance do primeiro gol do Atlético-GO, mas se redimiu com juros ao participar dos dois gols da virada.

Mayke: 6,5
Jogou por 20 minutos. Serviu para readquirir ritmo.

Murilo: 7,5
Bem por cima e por baixo. Hoje, a vaga é dele.

Piquerez: 7,5
Outro bom jogo do uruguaio. Seguro defensivamente e efetivo no apoio.

Zé Rafael: 8,5
Excelente atuação com direito a um belo gol. Pena o cartão, que o tira do clássico contra o São Paulo.

Danilo: 7,5
Demorou um pouco pra se acertar na marcação, mas depois foi muito bem.

Gabriel Menino: 7,0
Entrou bem, querendo mostrar serviço. Quase deixou o seu.

Scarpa: 8,5
Fez um gol a participou de outros dois.

Atuesta: 6,5
Teve uma boa chance que o goleiro fez boa defesa, mas não acompanhou a intensidade do time.

Dudu: 7,5
Fez um bom jogo. Participou do terceiro gol ao tocar para Veron.

Wesley: 7,0
Entrou bem e criou várias chances.

Veron: 8,5
Vai se firmando como titular. Jogou bem e deu duas assistências.

Breno Lopes: 7,0
Também entrou bem. Fez um gol em impedimento e “cavou” uma expulsão.

Rony: 7,0
Dessa vez não marcou nem deu assistência. O gol de bicicleta quase saiu no finalzinho.

Abel Ferreira: 9,0
O Palmeiras não tem um técnico, tem um Maestro. O time sentiu por apenas 10 minutos o gol do Atlético-GO, mas depois foi avassalador e virou em 3 minutos, transformando a vitória em goleada ainda na etapa inicial. Depois foram várias chances perdidas no segundo tempo e um vacilo do Weverton que definiu o placar. O Palmeiras está sobrando no Brasileirão graças ao trabalho do técnico.