Por Catedral de Luz31/07/2020 Amigos alviverdes, para quem assistiu “Ademir” jogar, o futebol parece algo simples. Ela envergava a camisa dez e ela não pesava. Seu ritmo era constante dentro das quatro linhas e mesmo que possa parecer lento, o inquestionável cérebro do “Divino” estava acima dos concorrentes. Alguns colegas que não o viram jogar

Por Catedral de Luz29/07/2020 Vivemos um período de fragilidade emocional. Todos os dias nós perdemos páginas de nossa história, próximas ou não. Tudo isto é o suficiente para revermos os nossos conceitos e humanizarmos, definitivamente, os nossos relacionamentos. Desde já, o futebol e a “SEP” identificam-se como formadores de uma sociedade saudável e profícua. Contudo,

Por Catedral de Luz27/07/2020 Acalmem-se, ilustres amigos. A terra arrasada e ora cultivada de forma negativa pelos corneteiros resolveu resistir a quaisquer prognósticos de fracasso. Cara a cara, com a costumeira honestidade que me é peculiar deixarei um singelo recado a estes personagens citados acima. Algo similar a tudo que contraria o mais pilhado entre

Por Catedral de Luz22/07/2020 Implacável é o tempo? Sim. Depois de tantas aventuras você começa a sentir fortes dores pelo corpo extenuado por abusos cometidos na juventude. Contudo, tudo é parte do todo. Porém, abençoada seja esta palavra, há recordações inesquecíveis – umas mais, outras menos -, mas que jamais tiraremos da mochila. Talvez seja

Por Catedral de Luz20/07/2020 Como é bom voltar a respirar o futebol e todas as suas idas e vindas. Elogiar, concordar, criticar e divergir. Alegrar-se pela vitória ou esquecer um dia infeliz de derrota. Enfim, a coletividade alviverde retorna suas atenções a algo que feito o ópio nos entorpece. A “SEP” volta a correr pelos

Por Catedral de Luz, 18/03/2020 Quem deve prevalecer, o homem ou o lobo? O ético ou o caçador? Pode ser que disparemos contra o próprio pé e levemos a pior, mas é de nossa natureza. Na verdade, o silêncio dita as regras sobre o que pensa este que vos escreve e assim sendo acatarei sem

Por Catedral de Luz, 11/03/2020 A arte pertence a “Marley”, mas o dia foi do apanhador de latas personificado em “Valdemir”. Ele curte reggae, “SEP” e amizades. Afinal, quanto mais rodas de conversa, menos tristeza, menos copo vazio e mais conhecimento de causa. Um dia para não esquecer e conhecer a beleza do “Allianz”. Um

Por Catedral de Luz, 09/03/2020 O espaçamento é grande entre as linhas alviverdes. Isto prejudica a “SEP” a recuperar a bola e puxar o contra-ataque. Entretanto, na posse de bola, o erro no passe continua expressivo. Facilita quaisquer sistemas defensivos, inclusive aqueles de recursos técnicos limitados. O que fazer? Independente do técnico, da tática e