Por Eduardo Luiz
16/06/2022, 23h21

(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Um dos protagonistas do Palmeiras na vitória sobre o Atlético-GO, o zagueiro Luan, que fez o gol contra que abriu o placar para o adversário, mas que depois participou dos gols da virada, falou sobre o fato de ter ido do inferno ao céu num curto intervalo de tempo.

“Acho que essa é a magia do futebol, o legal do ser humano. A capacidade de se reerguer em momentos difíceis. Esse grupo já mostrou isso algumas vezes. Participei dos dois primeiros gols nossos. Acho que essas coisas servem para nos fortalecer, nosso grupo, nossa mentalidade. Isso fica na minha cabeça o jogo inteiro, mas eu me falo que o mais importante é a próxima jogada, porque às vezes acontece algo que não gostamos, e se a gente fica parado pensando nisso, não desenvolve. O jogo não se desenrola em um lance, mas em 90 minutos”, disse o jogador, ao canal Premiere.

“Estamos de parabéns, precisamos consertar os erros desse jogo, mas faz parte, somos passíveis de erros. Feliz por fazer parte desse grupo e ter essa mentalidade vencedora e de superação que tenho hoje, que aprendi com meus companheiros. Já passei por alguns momentos difíceis, mas sempre feliz, grato, sabendo do meu potencial. Se fui infeliz em uma jogada, fui feliz em outras e pude ajudar o time a vencer”, completou.

A partida contra o Atlético-GO foi apenas a sétima de Luan na temporada, sendo a quarta seguida. O defensor se lesionou em fevereiro e ficou fora de combate por quase 4 meses. Nesse intervalo, Murilo, que foi contratado no início do ano, se firmou ao lado de Gómez.