Por Eduardo Luiz
14/07/2021, 22h57 – Atualizado em 15/07/2021, às 00h20

(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Ao derrotar a Universidade Católica no Chile, além de se aproximar da vaga nas quartas de final da Libertadores, o Palmeiras também se isolou como dono da maior sequência invicta como visitante na história da competição continental. Até então o Verdão dividia o posto com o River Plate.

A série teve início em 2019, sob comando de Felipão; desde então o Palmeiras disputou 13 jogos fora de casa, venceu 10 e empatou 3. A equipe marcou 25 gols e sofreu apenas 8.

Depois da partida de quarta-feira o técnico Abel Ferreira falou sobre o feito: “Significa que quanto mais ganhamos mais cobranças vamos ter. O passado recente diz isso. Ganhamos a Copa, a Libertadores, e um mês depois estávamos sendo cobrados. Quanto mais aumentamos o sarrafo, mais temos de aumentar nossa determinação, disciplina e exigência”.

“Quanto mais ganha, mais focado, organizado tem que ser o trabalho. É o preço que se paga. Quem veste essa camisa, quando assina um contrato, sabe que é uma obrigação. Cada vez que aumentamos o sarrafo aumentamos a expectativa” completou o treinador.

A série:

  • 25/04/19: Melgar 0 x 4 Palmeiras
  • 23/07/19: Godoy Cruz 2 x 2 Palmeiras
  • 20/08/19: Grêmio 0 x 1 Palmeiras
  • 04/03/20: Tigre 0 x 2 Palmeiras
  • 16/09/20: Bolívar 1 x 2 Palmeiras
  • 23/09/20: Guaraní 0 x 0 Palmeiras
  • 25/11/20: Delfín 1 x 3 Palmeiras
  • 08/12/20: Libertad 1 x 1 Palmeiras
  • 05/01/21: River Plate 0 x 3 Palmeiras
  • 21/04/21: Universitario 2 x 3 Palmeiras
  • 04/05/21: Defensa y Justicia 1 x 2 Palmeiras
  • 11/05/21: Del Valle 0 x 1 Palmeiras
  • 14/07/21: U.Católica 0 x 1 Palmeiras