Por Eduardo Luiz
25/10/2022, 23h41

Fenômeno entrou no intervalo e marcou os gols da virada; Gómez completou o placar em Curitiba: 3 a 1. Título do Brasileirão pode sair nesta quarta-feira.

(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Primeiro tempo

Com força máxima, o Palmeiras iniciou o jogo pressionando os reservas do Athletico-PR. Aos 6 minutos Rony só não desarmou o goleiro porque sofreu um tranco do adversário, mas o árbitro fingiu não ver (se marca a falta, era lance para expulsão). Aos 10, Rony tentou de bicicleta, mas errou por muito.

Em busca do gol, o Verdão teve outra chance aos 14 minutos: Rony ajeitou para Dudu bater fraco, fácil para Anderson. A primeira investida do time da casa surgiu aos 16: Vitor Bueno ganhou de Murilo, avançou e chutou por cima. Aos 20 minutos Dudu fez bela jogada individual e abriu para Scarpa, que bateu colocado, à direita do goleiro.

Aos poucos o Palmeiras foi perdendo intensidade e viu o Athletico-PR crescer. Aos 30 minutos o zagueiro Matheus Felipe arrancou sem ser incomodado e arriscou da intermediária, acertando o ângulo esquerdo de Weverton, que nada pôde fazer: 1 a 0. O Verdão sentiu o gol e só voltou a incomodar a meta adversária aos 36, quando Rony recebeu de Piquerez e carimbou o autor do gol.

Aos 37 minutos Zé Rafael roubou a bola no meio-campo e carregou até a entrada da área, de onde chutou de canhota, sem direção. Aos 39, Piquerez cruzou para Rony finalizar e parar em boa defesa de Anderson. Foi a última jogada do primeiro tempo.

continua após a publicidade

Segundo tempo

O Verdão voltou para a etapa final com Endrick no lugar de Mayke, e Gabriel Menino na vaga de Danilo. Aos 8 minutos Vitor Bueno arriscou de longe, para fora. Aos 13, Endrick foi esperto e desarmou Pedro Henrique após tiro de meta; o garoto tocou para Dudu, que chutou em cima do zagueiro; a bola voltou para o camisa 7, que tocou para a pequena área, onde Endrick e Scarpa chutaram juntos para o fundo do gol: 1 a 1. Na súmula, o árbitro deu o gol para Scarpa, mas foi de Endrick.

Pedindo falta que não existiu no lance, Cuello xingou o árbitro e foi expulso ainda antes da bola rolar novamente. Com 1 homem a mais, o Palmeiras foi em busca da virada. Aos 17 minutos Scarpa cobrou escanteio e Murilo escorou rente à trave direita do goleiro Aos 24, Rony cruzou na cabeça de Endrick, que se antecipou à zaga para fazer 2 a 1.

À vontade em campo, o fenômeno da base Palmeirense apareceu como garçom aos 29 minutos ao enfiar para Rony, que teve o chute travado pelo zagueiro na “Hora H”. A finalização resultou num escanteio, que resultou num gol: Scarpa cobrou com a categoria de sempre e Gómez escorou de cabeça: 3 a 1.

Com o jogo resolvido, Abel começou a rodar o elenco. Primeiro, logo depois do terceiro gol, trocou Scarpa por Atuesta, depois, aos 38 minutos, promoveu duas trocas: Dudu por Breno Lopes, e Rony por Bruno Tabata. Nos últimos minutos, com as duas equipes esperando o relógio andar, aconteceram mais duas finalizações, uma para cada lado. Aos 42, Endrick chutou de canhota e parou em Anderson. Aos 43, Cittadini cobrou falta e Weverton afastou com um soco. E foi só.

Com mais uma vitória fora de casa, o Palmeiras vai a 74 pontos e pode confirmar o Hendeca do Brasileirão já nesta quarta-feira caso Corinthians e Internacional não vençam Fluminense e Ceará, respectivamente. Falta muito pouco!

Na próxima rodada o Verdão enfrenta o Fortaleza. O jogo será realizado no dia 02/11 (quarta-feira – feriado nacional de Finados), às 16h, no Allianz Parque.

Notícias relacionadas: