Por Eduardo Luiz
16/02/2020, 17h54

Gustavo Gómez, Raphael Veiga e Luiz Adriano fizeram os gols da vitória no jogo que marcou a estreia oficial do gramado sintético.

(Foto: Cesar Greco/Ag.Palmeiras)

Com o mesmo time testado por Luxemburgo ao longo da semana, ou seja, com Viña fazendo a estreia, Veron substituindo Dudu e Luiz Adriano no comando de ataque, o Palmeiras iniciou o jogo com mais posse de bola e tentando pressionar o Mirassol. Aos 6 minutos Patrick de Paula arriscou um chute de média distância, com desvio. Após a cobrança de escanteio de Lucas Lima, a bola sobrou para Luiz Adriano, que ao invés de girar para finalizar, tentou de calcanhar e facilitou a defesa de Kewin.

A primeira investida da equipe visitante aconteceu aos 10 minutos: Daniel Borges cruzou, Juninho dividiu com Mayke e cabeceou nas mãos de Weverton. Aos 13 o Verdão chegou novamente: Mayke tocou para Gabriel Veron chutar e ver Oyama interceptar. Aos 19 Viña fez boa jogada e cruzou para Willian; a defesa cortou e o rebote ficou com Patrick de Paula, que soltou a bomba, para fora.

Recuado, o Mirassol apostava nos contra-ataques para surpreender. Aos 24 minutos Maranhão tentou a sorte, mas chutou fraco, nas mãos de Weverton. No lance seguinte Lucas Lima copiou o adversário e bateu nas mãos de Kewin. Aos 27 minutos Zé Rafael deu ótimo passe para Mayke, que ficou cara a cara com o goleiro, mas exitou para finalizar e acabou perdendo a jogada.

Depois da chance desperdiçada pelo lateral, o Verdão viu o Mirassol encaixar a marcação e só voltou a incomodar a meta adversária nos acréscimos, aos 46 minutos numa cobrança de falta de Patrick de Paula que passou perto da trave direita do goleiro.

Com duas mudanças para o segundo tempo, Gabriel Menino no lugar de Mayke (sentiu algo no pé esquerdo), e Raphael Veiga na vaga de Lucas Lima, o Palmeiras tentou sufocar o Mirassol na saída de bola. Aos 2 minutos Zé Rafael tentou de canhota e viu a bola sair rente ao travessão. No lance seguinte Zé lançou Viña, que cruzou buscando Veron, mas um zagueiro chegou antes.

A resposta dos visitantes veio aos 5, mas sem perigo: Romário chutou cruzado e Weverton apenas acompanhou a bola sair. Aos 10 Veron ganhou da marcação na corrida, invadiu a área e tocou para Luiz Adriano, mas novamente um defensor se antecipou, evitando a finalização. Na cobrança de escanteio de Veiga, Felipe Melo subiu sozinho e cabeceou buscando o ângulo; Kewin tirou com os olhos.

O gol parecia próximo, até que aos 14 minutos saiu. Para o Mirassol. Maranhão foi lançado, Gómez falhou na marcação e o atacante cruzou para Rafael Silva empurrar para o fundo da rede: 0 a 1. Perdendo o jogo, aos 19 Luxa mexeu pela última vez: Zé Rafael deu lugar a Bruno Henrique.

Passado um breve período de nervosismo após sofrer o gol, logo o Verdão voltou a se organizar e não demorou a chegar ao empate. Aos 25 minutos Gabriel Menino cobrou escanteio e Gómez foi no terceiro andar para se redimir: 1 a 1. O gol inflamou o time e a torcida. Aos 28 minutos Raphael Veiga arriscou um chute da entrada da área, para fora. Ainda dentro do minuto 28 veio a virada: Bruno Henrique cruzou e Veiga apareceu como centroavante para dar uma leve desviada: 2 a 1.

Os mais de 26 mil Palmeirenses presentes ao Allianz Parque ainda comemoravam quando aos 31 minutos saiu o terceiro gol: Gabriel Veron avançou em velocidade pelo lado esquerdo do ataque e cruzou para Luiz Adriano dominar já ajeitando para dar uma chapada na bola com o pé direito: 3 a 1. Aos 33 Gabriel Menino arriscou um chute sem ângulo e quase marcou um golaço.

Depois de virar e construir a vantagem em 8 minutos, o Verdão diminuiu o ritmo – muito em função de um incômodo sentido por Patrick de Paula, que não pôde ser substituído porque Luxa já havia mexido três vezes. Jogando praticamente com 1 jogador a menos, o Palmeiras se limitou a trocar passes até o apito final.

Com a vitória, além de tirar a invencibilidade do Mirassol, o Verdão vai a 13 pontos e se isola na segunda colocação do Grupo B do Campeonato Paulista, 2 atrás do Santo André, e 3 a mais que o Novorizontino.

O Palmeiras volta a campo às 21h30 de quinta-feira (20/2) para enfrentar o Guarani, novamente no Allianz Parque.

Notícias relacionadas: