Por Eduardo Luiz
23/05/2021, 18h13

Weverton: 6,0
Sem culpa nos gols. Ainda evitou uma derrota pior no fim.

Luan: 4,0
Quase deu a entregada tradicional em jogo importante.

Gómez: 5,0
Se perdeu taticamente quando o time mudou o esquema tático.

Renan: 5,5
O melhor do sistema defensivo, mas também ficou perdido depois da mudança tática.

Mayke: zero
Já tinha sido medíocre no Allianz Parque. Repetiu a façanha no Morumbi, com o bônus de ter perdido a bola de maneira patética antes do primeiro gol.

Felipe Melo: 5,0
Deu azar da bola bater nele.

Danilo Barbosa: 4,0
Foi escalado para o time ser ainda mais covarde. Cumpriu bem esse papel.

Raphael Veiga: 3,0
Bem marcado, quase não tocou na bola.

Victor Luis: 3,0
O lado bom da derrota é: acabou o crédito. A vaga é do Viña, que deveria ter jogado as duas finais.

Rony: 5,0
Um dos poucos Palmeirenses irritados em campo. Tentou jogar – inclusive cometendo erros de passe, mas estava em outra sintonia (para melhor) em relação aos companheiros.

Luiz Adriano: 4,0
Percebendo que morreria de fome isolado lá na frente, buscou o jogo fora da área muitas vezes, deixando o ataque praticamente sem ninguém.

Patrick de Paula, Danilo, Gabriel Menino, Wesley e Scarpa entraram ou no intervalo ou no decorrer do segundo tempo, mas pouco ajudaram. Wesley finalizou uma vez (a única do time na etapa final!), os demais não fizeram a diferença. Todos ficam sem nota.

Abel Ferreira: zero
Era jogo para o treinador surpreender o rival utilizando um esquema para “quebrar” o esquema adversário, não para espelhar, o que fatalmente faria o jogo ser péssimo novamente, como foi no Allianz Parque. E foi o que aconteceu até o rival achar um gol na sorte. Depois faltou competência para Abel arrumar a equipe e para os jogadores reagirem. O técnico mexeu muito mal e os jogadores não mostraram qualquer poder de reação. Abel tem méritos nas conquistas da Libertadores e da Copa do Brasil, mas suas escolhas pesaram decisivamente na perda do título paulista, tirando um rival da fila. Vamos ver como reagirá a partir de um fiasco desse.