Por Eduardo Luiz
16/12/2021, 12h53 – Atualizado às 13h32

(Foto: Fabio Menotti/TV Palmeiras)

No dia seguinte à assinatura do termo de posse, a empresária Leila Pereira concedeu a primeira entrevista coletiva como presidente do Palmeiras. Repetindo o que falou na sede social, a sucessora de Maurício Galiotte falou em fazer a melhor gestão da história do clube.

“É uma alegria imensa estar aqui no meu primeiro dia como presidente desse clube imenso. Hoje não vou me emocionar como ontem, sou uma pessoa dura. Acho que caiu a ficha. É uma alegria muito grande e também uma enorme responsabilidade, mas estou tranquila e tenha certeza de que poderemos fazer a melhor gestão da história do Palmeiras”, iniciou.

Em seguida Leila falou sobre seus objetivos como presidente: “Continuar com um time vencedor, aproximar o torcedor do nosso clube, porque acho que houve um certo distanciamento, e jamais admitirei isso porque nossa torcida é nosso maior patrimônio. Vou tornar o Palmeiras mais acessível ao torcedor. O futebol é um esporte popular. Todo torcedor tem que ter a possibilidade de estar próximo. Vou lutar por isso”.

Na primeira pergunta, o nova presidente deu uma notícia importante, a permanência do técnico Abel Ferreira, que após o título da Libertadores sobre o Flamengo deixou o futuro em aberto: “Nosso técnico fica. Ele tem contrato até 2022, com possibilidade de prorrogar até 2023, então confirmo para vocês que nosso técnico permanece conosco. Esse sempre foi o desejo da presidência, mas também preciso do desejo do técnico. Ele está muito feliz no Palmeiras”.

Quem também permanecerá no Verdão é o diretor de futebol Anderson Barros, que tinha o contrato vencendo agora no final do mês: “O Anderson Barros permanece conosco. Toda comissão, diretoria, staff, todos permanecerão. Como que pode se alterar uma equipe tão vencedora?”.

Confira abaixo outros trechos da coletiva:

Clube-empresa

“Sou totalmente contra a transformação do Palmeiras em empresa. Comigo presidente podemos até debater o assunto, mas jamais esse processo será iniciado. O Palmeiras não pode ter dono. Os donos do Palmeiras são os torcedores. Acredito, sim, em administração profissional.”

Transparência

“Minha gestão será totalmente transparente. Estou aqui como procuradora dos sócios que me elegeram e dos nossos milhões de torcedores. É minha obrigação ser transparente e passar tudo o que acontece aqui no clube.”

CPF vazado na live da posse

“Recebi centenas de Pix. Um ataque depositando dinheiro? São torcedores depositando na minha conta para que eu traga um centroavante. Ainda está na descrição. Vou reverter esse dinheiro em doação. Peço pra você, torcedor, que ajude o Palmeiras se inscrevendo no sócio Avanti. Assim você ajuda diretamente nosso futebol.”

Como será a gestão

“Sou uma administradora de empresas. Vou administrar o Palmeiras. As questões técnicas passarão pela comissão técnica, pelo diretor de futebol, pelos analistas de desempenho… A presidente jamais vai decidir uma contratação sozinha. É óbvio que tem que ter a minha caneta, mas minha decisão sempre será baseada no estudo técnico do nosso estafe. Não só centroavante, procuramos outras posições também. Dependendo do que eles decidirem, decido financeiramente, de uma forma responsável. Não é porque sou presidente das patrocinadoras que vou avalizar qualquer valor. Dependendo do que for decidido, aí vem pra mim e decido. Farei sempre o que for melhor para o Palmeiras.”

Conflito de interesses

“Até para prevenir esse tipo de problema renovamos o patrocínio por mais 3 anos na gestão do presidente Galiotte. Não há conflito de interesse. Existe um código de ética da CBF em seu artigo 13 inciso 4º que diz claramente que um dirigente pode ser patrocinador. O patrocinador está colocando recursos no clube. Vocês devem se preocupar com quem tira recursos do clube. A preocupação tem que ser essa.”

Patrocínio

“Se aparecer outra empresa, como vou lidar? É questão de valores. Óbvio que se vier uma empresa idônea com capacidade de honrar seus compromissos, assino imediatamente. Recebo na porta com tapete verde. Farei o melhor pro Palmeiras sempre.”

Reforços

“Os jogadores vão se reapresentar no dia 5 de janeiro. Chegaram 2 jogadores, o goleiro (Marcelo Lomba) e o Atuesta. Estamos em busca de outros reforços, não vou entrar em detalhes, mas em breve vocês saberão. Estamos nos reforçando para o Mundial. Não tenho dúvida que farei o possível e o impossível para que o mundo seja tingido de verde. É claro que estamos trabalhando em reforços, mas não vou investir um valor que entenda que não valha.”

Vem medalhão?

“Os torcedores falam em jogadores de nome, mas nosso objetivo é investir em jogadores jovens que ofereçam retorno esportivo e financeiro. O torcedor tem que colocar em mente que esse é nosso objetivo. Jogadores jovens que nos tragam retorno esportivo. Medalhão, pra mim, é jogador que entra e resolve. Não acredito que nome resolve. O que acredito é sangue na veia, vontade… É nisso que acredito.”