Por Eduardo Luiz
16/04/2022, 18h38

Atacante marcou o gol do 1 a 1 aos 50 minutos do segundo tempo após adversário abrir o placar de maneira irregular. Palmeiras soma o primeiro ponto no Brasileirão.

(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Primeiro tempo

Escalado com titulares, e com Veron e Rafael Navarro ganhando as vagas de Scarpa e Rony, respectivamente, o Palmeiras iniciou o jogo tomando a iniciativa. Aos 4 minutos Gómez lançou Dudu e o camisa 7 cruzou para Raphael Veiga chutar rasteiro e parar em grande defesa de Tadeu. O lance lembrou muito a jogada do primeiro gol da final da Libertadores contra o Flamengo. Aos 12, após rebote da defesa em cobrança de escanteio, Dudu chutou rasteiro, o goleiro resvalou com a ponta dos dedos e na sequência a bola bateu na trave.

Em busca do gol, o Verdão seguiu criando chances. E desperdiçando. Aos 18 minutos Raphael Veiga cobrou falta e Navarro escorou de cabeça, torto, para fora. No minuto seguinte Dudu cruzou para Zé Rafael, o volante dominou, invadiu a área e chutou cruzado, à direita de Tadeu.

Jogando todo recuado, o Goiás teve a chance que tanto esperava aos 22 minutos: Diego cruzou, Gómez não conseguiu cortar e Apodi finalizou; Weverton estava atento e evitou o gol. Passado o susto, o Palmeiras voltou a incomodar a defesa adversária, embora num ritmo menos intenso. Aos 24, Veiga cobrou escanteio e Murilo subiu sozinho para exigir outra boa defesa de Tadeu.

Aos 27 minutos Raphael Veiga cruzou e Rafael Navarro cabeceou por cima, sem perigo. Aos 32, Zé Rafael limpou a jogada na entrada da área e soltou a bomba, com desvio, para fora. Nos minutos finais do primeiro tempo o Goiás conseguiu sair um pouco de trás e finalizou duas vezes, uma com Felipe Bastos, aos 39, e outra com Pedro Raul, aos 48; ambas morreram nas mãos de Weverton.

continua após a publicidade

Segundo tempo

O Palmeiras voltou para a etapa final sem alterações, mas encontrando um Goiás menos recuado. Aos 22 minutos Raphael Veiga cobrou escanteio, Murilo resvalou e na sequência a defesa afastou. Aos 5, o adversário devolveu na mesma moeda: após cobrança de tiro de canto Reynaldo subiu sozinho e escorou nas mãos de Weverton.

Aos 9 minutos Felipe Bastos cobrou falta de longe e Weverton deu um toquinho, para escanteio. Aos 11, o Goiás chegou ao gol. E foi um gol irregular: Pedro Raul chutou mascado, Caio Vidal deu um carrinho em Weverton e a bola entrou. Tanto o árbitro de campo quando o VAR se fizeram de cegos e validaram o gol. Absurdo.

Com o Verdão atrás no placar, o técnico Abel Ferreira promoveu duas alterações: Rony e Scarpa entraram nos lugares de Piquerez e Veron, respectivamente. Aos 20, Raphael Veiga deu ótimo passe para Rony, que perdeu chance incrível na cara do goleiro. Aos 27 minutos Scarpa cruzou para Rafael Navarro escorar para fora.

Como o empate não saiu, aos 28, Abel mexeu novamente: Wesley substituiu Dudu, e Jailson entrou na vaga de Zé Rafael. Aos 37 minutos o Goiás puxou contra-ataque com Maguinho e Renato Júnior que terminou com Weverton fazendo ótima defesa. No minuto seguinte Abel mexeu pela última vez: Marcos Rocha por Atuesta.

Nos últimos minutos da partida o Palmeiras manteve a posse de bola, mas sem conseguir furar a retranca adversária. Aos 45 minutos Raphael Veiga chutou cruzado, à esquerda do goleiro. Aos 50, após cobrança de escanteio executada por Scarpa, Gómez disputou com o goleiro pelo alto e a bola sobrou para Rony acertar um lindo chute: 1 a 1. O gol – absolutamente legal – ainda demorou para ser validado pelo VAR.

Depois do empate o árbitro deu só mais 1 minuto de acréscimo e nada de relevante aconteceu. Assim o Palmeiras somou seu primeiro ponto no Campeonato Brasileiro.

O Verdão volta a campo às 19h30 de quarta-feira (20/4) para enfrentar o Flamengo, no Maracanã.

Notícias relacionadas: