Por Eduardo Luiz
30/07/2022, 20h34

(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Depois do Palmeiras vencer o Ceará na Arena Castelão, devolvendo a derrota que sofreu no turno, em casa, o técnico Abel Ferreira analisou a atuação do time, que teve força máxima mesmo com jogo pela Libertadores no meio da semana.

“Sabíamos o quanto é difícil jogar aqui. O Ceará empatou com grandes equipes em casa. Sabemos o quanto é importante vencer aqui e o quanto meus jogadores se preparam para ganhar. Vitória justa e que poderia ter sido maior, mas dar os parabéns para o adversário. É difícil jogar aqui”, iniciou o português.

Para Abel, o Verdão dominou por completo o adversário até a arbitragem de Anderson Daronco ressuscitar o Ceará: “Controlamos o jogo todo até o lance que eu não controlo. Foi visível a todos em qual o momento em que o Ceará entrou no jogo. Estava morto, nem tocava ou cheirava a bola. Depois, criou aquela esperançazinha, mas só bolas longas ou altas na nossa área”.

O técnico concluiu falando sobre a arbitragem, mas sem entrar em polêmica: “Temos todos que fazer um esforço para mudar. Não adianta falar, é preciso fazer algo. Não vou meter lenha na fogueira. Vou exigir o melhor que podemos dar. Isso que meus jogadores fizeram hoje”.

Se Abel não quis polemizar, o diretor de futebol Anderson Barros criticou duramente Anderson Daronco e prometeu tomar medidas contra a CBF – Leia aqui.