Por Eduardo Luiz
10/11/2022, 01h12

(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Ao final do jogo contra o América-MG no Allianz Parque, depois do time receber a taça do Hendeca Brasileiro, o técnico Abel Ferreira exaltou a campanha vitoriosa, que entrou para a história como a melhor do Verdão na era dos pontos corridos.

“O que vem na cabeça é a categoria que fizemos esse Brasileirão. Uma equipe com uma mentalidade muito forte, uma equipe europeia em todos os níveis. Sétimo jogo de virada, em 2021 tinham sido quatro e 2020 outros quatro. Isso que me deixa com orgulho, mesmo com quatro jornadas antes termos garantido o título, tivemos que ser regulares. O fato é que todos os jogadores contribuíram, uns mais outros menos, é sempre assim, e quem não jogou também, de outras formas”, iniciou o treinador.

“O Palmeiras teve mais qualidade, foi mais time, teve mais equilíbrio, fez mais gols, tomou menos gols, foi imaculado. As outras duas competições, Copa e Libertadores, não sei se iríamos ganhar ou não, mas ficou a sensação que algo não ocorreu como deveria”, completou.

Para Abel, a dimensão do que o grupo atual conquistou só será conhecida em alguns anos: “Tenho certeza que o trabalho que esses jogadores fizeram, daqui 10 ou 15 anos, as pessoas vão entender o que foi feito aqui. Só o tempo vai dizer o que nós aqui fizemos” encerrou o português, que chegou ao sexto título pelo clube em 2 anos de trabalho.

A temporada do Verdão vai acabar às 16h de domingo diante do Internacional, às 16h, no Beira-Rio.