Por Eduardo Luiz
17/10/2021, 17h54

Reforçado, time de Abel Ferreira voltou a desempenhar um bom futebol e saiu vencedor com gol de pênalti de Raphael Veiga.

(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Primeiro tempo

Com os retornos de Weverton, Marcos Rocha, Gómez, Piquerez e Zé Rafael, o Palmeiras iniciou o jogo tomando a iniciativa, embora a primeira finalização tenha sido do Internacional. Aos 2 minutos Yuri Alberto arriscou de fora da área, nas mãos de Weverton. A resposta do Verdão veio em seguida. Aos 3, Luiz Adriano deu bom passe para Dudu, o camisa 43 invadiu a área e tocou para Marcos Rocha chutar na trave.

Aos 10 minutos, após rebote de escanteio, a bola sobrou para Piquerez praticamente dentro da pequena área, mas o uruguaio isolou. Aos 12, após tabela com Marcos Rocha, Rony arriscou de longe, sem direção. Cinco minutos mais tarde nova tentativa do camisa 7; ele fintou Moisés e desta vez acertou o alvo, mas Marcelo Lomba estava atento.

O Internacional voltou a finalizar apenas aos 24 minutos, e foi num contra-ataque que Raphael Veiga não conseguiu parar; Taison arrancou e tocou para Yuri Alberto chutar rasteiro, exigindo boa defesa de Weverton, que não conseguiu segurar, mas na sobra Gómez afastou o perigo. Aos 30, Luiz Adriano trabalhou como pivô e ajeitou para Marcos Rocha chutar rente ao travessão.

Com mais posse de bola, o Palmeiras seguiu em busca do gol. Aos 32 minutos Raphael Veiga cobrou falta de longe, nas mãos do goleiro. Aos 40, outra tentativa para o camisa 20 em cobrança de falta; desta vez levou mais perigo, balançando a rede rente ao ângulo esquerdo do goleiro, que não alcançaria. Antes do primeiro tempo terminar deu tempo para o Inter finalizar pela terceira vez, mas o chute de Taison não ameaçou a meta de Weverton.

continua após a publicidade

Segundo tempo

Sem mudanças, o Verdão voltou para a etapa final na mesma pegada, ou seja, procurando o gol. Aos 4 minutos Rony cruzou e a bola bateu na mão de Cuesta, que estava dentro da área. Pênalti bem marcado pelo árbitro. Na reclamação, Edenílson xingou o juiz e foi expulso direto. Após o término da confusão, aos 6 minutos, Raphael Veiga foi para a cobrança e converteu: 1 a 0.

A frente no placar e com um homem a mais, o Palmeiras diminuiu um pouco o ritmo. Aos 12 minutos Gómez cruzou e Luiz Adriano desviou de cabeça, fácil para o goleiro. Aos 13, um susto: Moisés disparou, invadiu a área e tentou cruzar; Luan desviou e quase fez contra.

Para renovar o gás do time, aos 23 minutos o técnico Abel Ferreira promoveu três alterações de uma vez, desagradando ao público presente no Allianz Parque: saíram Dudu, Raphael Veiga e Luiz Adriano para as entradas de Breno Lopes, Scarpa e Deyverson, respectivamente. Logo depois das trocas o Verdão quase fez o segundo: Marcos Rocha deu bom passe para Rony chutar com desvio no contrapé do goleiro, que mostrou reflexo e evitou o gol.

Enquanto os Palmeirenses reclamavam de um escanteio, o Internacional puxou contra-ataque e quase empatou: Yuri Alberto invadiu a área e chutou cruzado, à esquerda de Weverton. Aos 33 minutos Heitor cobrou falta de longe, rasteiro, fácil para Weverton. Na sequência Abel trocou a dupla de volantes: Felipe Melo por Patrick de Paula, e Zé Rafael por Danilo Barbosa.

Em sua primeira participação, Patrick de Paula perdeu bola dominada no meio-campo que resultou em chance clara para o Internacional: Zé Gabriel soltou a bomba da entrada da área, a bola desviou em Danilo Barbosa e fez Weverton mandar para escanteio com a ponta dos dedos. Aos 39 minutos, em jogada confusa dentro da área adversária, Deyverson finalizou de voleio, na arquibancada.

Nos últimos minutos da partida, contando os 4 de acréscimo, o Palmeiras se contentou em manter o Internacional distante da meta de Weverton para garantir a vitória, que encerra um jejum de 5 rodadas. O time vai a 43 pontos e se mantém na briga pelo G4.

O Verdão volta a campo às 19h de quarta-feira (20/10) para enfrentar o Ceará, fora de casa, em jogo atrasado da 19ª rodada.

Notícias relacionadas: