Por Eduardo Luiz
02/11/2021, 08h30

(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Novamente juntos como titulares após mais de 2 meses, os meias Raphael Veiga e Gustavo Scarpa foram os principais destaques do Palmeiras na vitória de domingo sobre o Grêmio, em Porto Alegre; o camisa 23 marcou 2 gols e o companheiro deu mais uma assistência. Após o jogo, o técnico Abel Ferreira voltou a repetir que prefere escalar o time com apenas um “10”, mas que pode utilizar os dois dependendo da proposta para cada confronto.

“Quando penso na formação da equipe, penso nas características dos jogadores. Não consigo fazer magia, não consigo fazer um jogador que não dribla e fazê-lo driblar. Não consigo fazer um jogador que é lento e fazê-lo rápido. Nós jogamos em função das características dos jogadores que temos. Já disse que gosto de um 5, de um 8 e de um 10” comentou o português.

“Hoje (domingo), optamos por um ponta, que não é um ponta, que é o Scarpa, vindo para dentro e liberando o corredor, por exemplo, para o Marcos Rocha, que sofreu um pênalti. Minha função não é avaliar em função do resultado” completou Abel.

Na segunda-feira, quem falou sobre a dupla foi um dos envolvidos; para Raphael Veiga, que vê suas características parecidas com as de Scarpa, é apenas uma questão de adaptação para que possam atuar juntos.

“É tudo questão de adaptação. Eu e ele temos características bem parecidas, mas ali no jogo a gente conseguiu se entender. Ele jogando de ponta e eu por dentro, às vezes trocando. Fico feliz por ele ter dado mais uma assistência. Quem tem a ganhar com isso é sempre o Palmeiras” disse o meia.

Titular 41 vezes, Raphael Veiga atuou em 45 dos 62 jogos que o Verdão disputou na temporada, marcou 15 gols e deu 5 assistências. Já Scarpa, autor de 19 assistências e 7 gols, atuou em 49 partidas (33 como titular).