Por Eduardo Luiz
31/10/2021, 18h06

Palmeiras saiu atrás mas buscou a virada com dois gols do meia; Breno Lopes fechou a conta nos acréscimos: 3 a 1. Time de Abel Ferreira chega a 52 pontos.

(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Primeiro tempo

O jogo começou movimentado em Porto Alegre; com 1 minuto de bola rolando cada equipe já tinha finalizado uma vez, mas ambas foram sem perigo. Aos 5, Jean Pierre arriscou da entrada da área, mas Weverton estava atento e fez defesa tranquila. A resposta do Verdão veio aos 7 minutos: Scarpa – novidade entre os titulares – sofreu falta na entrada da área e cobrou na trave.

Quando o Palmeiras começava a dominar a partida, doou um gol ao Grêmio. Aos 11 minutos Marcos Rocha tentou proteger a bola para ela sair pela lateral, Douglas Costa foi mais esperto, desarmou o lateral e foi à linha de fundo, de onde cruzou para Diego Souza se antecipar a Luan: 1 a 0. O time do técnico Abel Ferreira tentou responder prontamente: aos 15 minutos a bola sobrou para Scarpa bater colocado, à direita do goleiro.

Em busca do empate, o Verdão teve outra boa chance aos 18 minutos: Scarpa tabelou com Raphael Veiga e chutou de direita, para fora. Aos 25 minutos Scarpa sofreu outra falta na entrada da área, mas desta vez quem cobrou foi Zé Rafael, que viu a bola passar perto do ângulo direito de Brenno. Aos 29, Dudu sofreu falta no ataque, o árbitro ignorou e o Grêmio quase chegou ao 2 a 0: Alisson cruzou na cabeça de Diego Souza, que fez Weverton praticar milagre.

Após um breve período onde o time da casa abusou da violência, o jogo voltou a esquentar a partir dos 40 minutos; primeiro Vanderson arriscou da entrada da área, para fora. Depois só deu Palmeiras, que rapidamente chegou à virada. Aos 41, Thiago Santos fez pênalti idiota em Marcos Rocha. O árbitro não marcou, mas o VAR indicou a infração (empurrão nas costas). A cobrança de Raphael Veiga foi apenas aos 45 minutos: 1 a 1. Na última jogada do primeiro tempo, aos 50, Scarpa deu ótimo passe para Raphael Veiga chutar cruzado, por baixo, sem chance de defesa para Brenno: 2 a 1.

continua após a publicidade

Segundo tempo

Na etapa final o Verdão optou por diminuir o ritmo, deixando o Grêmio com a bola. Aos 6 minutos Jean Pierre arriscou da entrada da área, por cima. Aos 10, Zé Rafael perdeu a bola na intermediária, Douglas Costa carregou um pouco e soltou a bomba, sem direção.

A primeira investida alviverde surgiu apenas aos 20 minutos: Raphael Veiga cruzou para Rony, mas Geromel conseguiu um desvio providencial. Aos 22, Abel Ferreira promoveu a primeira alteração: Scarpa por Wesley. Aos 25, Zé Rafael sofreu falta, e mesmo de longe Raphael Veiga arriscou uma cobrança direto, cheia de efeito, exigindo ótima defesa de Brenno.

Aos 30 minutos outra mexida no Palmeiras: Zé Rafael deu lugar a Danilo. Precisando do resultado, o Grêmio também fez alterações e ficou mais ofensivo. Aos 33, Cortez soltou a bomba de fora da área e Weverton mandou para escanteio. No minuto seguinte foi a vez do outro lateral tentar a sorte, mas Vanderson parou em defesa de dois tempos de Weverton. Aos 36, Lucas Silva chutou cruzado, à direita do goleiro Palmeirense.

Diante do crescimento da equipe gaúcha, aos 38 minutos o técnico Abel Ferreira promoveu as últimas três alterações a que tinha direito: saíram Dudu, Rony e Raphael Veiga para as entradas de Breno Lopes, Danilo Barbosa e Luiz Adriano, respectivamente. Dois minutos depois o Grêmio chegou ao gol do empate com Elias, mas o atacante estava milimetricamente impedido, irregularidade apontada pelo VAR.

Salvo pela tecnologia, o Palmeiras tratou de fazer nos minutos finais da partida o que não havia feito em todo segundo tempo: atacar. Aos 48, Danilo Barbosa cobrou muito bem uma falta de longe; a bola tirou tinta do travessão. Aos 49, em contra-ataque, o camisa 18 recebeu na área, protegeu, percebeu a infiltração de Breno Lopes e fez o passe; o atacante chutou cruzado e matou o jogo: 3 a 1. Os últimos 2 minutos foram protocolares.

Com a vitória em Porto Alegre – a quarta seguida, o Verdão chega a 52 pontos e mantém a vice-liderança do Brasileirão, agora 7 pontos atrás do líder Atlético-MG, que tem 1 jogo a menos.

O Palmeiras volta a campo às 16h do próximo domingo (07/11) em outro compromisso fora de casa, desta vez contra o Santos.

Notícias relacionadas: