Por Eduardo Luiz
19/06/2020, 12h22

(Foto: Denis Balibouse/REUTERS)

Restando 1 gol para atingir a meta de 12 e assim ser comprado pelo Basel, da Suíça, o atacante Arthur Cabral negou qualquer tipo de mágoa com o Palmeiras pelo fato de praticamente não ter sido aproveitado – disputou apenas 5 jogos e marcou 1 gol. Querendo solidificar a carreira na Europa, o jogador não descarta, inclusive, voltar ao clube no futuro.

“É algo que sempre deixei bem claro, que não me deixou mágoa nenhuma. Eu realmente acho que não tive muitas oportunidades, não tive sequência, mas aproveitei muito bem o tempo que eu passei no Palmeiras. Um clube top do Brasil, um dos top do mundo com certeza. Joguei com jogadores extremamente rodados, muito bons, tive uma comissão técnica muito boa, então, apesar de não ter tido uma sequência, de não ter sido como eu queria, como esperava, tento tirar o máximo de aprendizado tudo que passei ali, tudo que vivenciei no Palmeiras” disse o centroavante, de 22 anos.

“Em nenhum momento passa pela minha cabeça encerrar a carreira na Europa. Eu tenho muita vontade de voltar a jogar no Brasil. Com certeza no Ceará algum dia e, se surgir a oportunidade, também no Palmeiras. Não tenho mágoa nenhuma do tipo ‘ah, não vou mais jogar no Palmeiras’… Se surgir a oportunidade também, eu volto a vestir a camisa do Palmeiras e com certeza um dia vou voltar a vestir a camisa do Ceará, que é o clube que realmente está no meu coração” completou Arthur, em entrevista ao site GloboEsporte.

Pela negociação de Arthur o Palmeiras vai embolsar 4,5 milhões de euros, mas precisará repassar parte do valor ao Ceará. A diretoria negocia para tentar ficar com mais de 50%.