Por Eduardo Luiz
19/08/2020, 21h33

Gol da vitória, anotado por Raphael Veiga, saiu aos 45 minutos do segundo tempo. Verdão vence a primeira no Brasileirão e vai a 5 pontos.

(Foto: Cesar Greco/Ag.Palmeiras)

Depois do desastre de sábado contra o Goiás, o técnico Vanderlei Luxemburgo armou o Palmeiras com 4 alterações e até com um desenho tático diferente, mas na prática o que se viu durante o primeiro tempo na Arena da Baixada foi um time idêntico ao das últimas rodadas: perdido, sem confiança e inofensivo.

Talvez contaminado pela ruindade do Palmeiras, o Athletico-PR também pouco produziu, e quando chegou, falhou miseravelmente na conclusão. Isso aconteceu aos 3 minutos com Carlos Eduardo, e aos 18 com Lucas Halter. No primeiro lance o ex-Palmeirense chutou torto, para fora. No segundo o zagueiro ganhou de Bruno Henrique pelo alto e escorou de cabeça por cima do travessão.

O catadão alviverde conseguiu passar 45 minutos sem concluir a gol. Na única vez que tentou algo, aos 35 com Rony, Gustavo Gómez invalidou a jogada ao tentar interceptar a bola em posição de impedimento. No primeiro tempo foi só.

continua após a publicidade

Mesmo com os dois times sem alterações, o segundo tempo começou mais movimentado. Aos 7 minutos Léo Cittadini pediu pênalti em disputa com Patrick de Paula, mas tanto o árbitro de campo quanto o VAR não assinalaram. Aos 10 Rony foi lançado, dominou no peito mas errou feio a conclusão. No lance seguinte Diogo Barbosa arriscou um chute da entrada da área, a bola desviou e saiu em escanteio, que não resultou em nada.

Aos 14 minutos Lucas Lima cobrou escanteio e Luiz Adriano escorou por cima do travessão. Aos 16 Weverton deu um bicão, Rony surgiu na cara do goleiro, não finalizou, esperou Lucas Lima passar e o meia bateu cruzado, fazendo 1 a 0, mas o assistente anulou porque o camisa 11 estava impedido no começo da jogada.

Após o gol anulado Luxemburgo mexeu. Primeiro tirou Luiz Adriano para a entrada de Willian, depois Gabriel Menino para Zé Rafael entrar. Aos 35 minutos Weverton errou ao tentar sair jogando e Pedrinho acertou a trave. Pouco depois o comandante Palmeirense promoveu as últimas alterações a que tinha direito: Scarpa, Raphael Veiga e Ramires entraram nos lugares de Lucas Lima, Rony e Bruno Henrique.

Nos minutos finais a partida ganhou um pouco mais de emoção, já que os dois times partiram em busca do gol. Aos 40 minutos duas chances seguidas para o Verdão, ambas com Gustavo Scarpa; na primeira ele finalizou fraco, nas mãos se Santos, na segunda, após saída errada do goleiro adversário, o camisa 14 bateu para fora.

Quando tudo indicava que o Palmeiras empataria pela terceira vez em 3 rodadas do Brasileirão, o gol da vitória saiu. Aos 45 minutos Diogo Barbosa cobrou lateral, Raphael Veiga fez a casquinha, Gómez disputou, Zé Rafael chutou em cima de Thiago Heleno e a bola sobrou para Veiga chutar com desvio no contrapé do goleiro: 1 a 0. Nos 5 minutos de acréscimo o Athletico ainda tentou cavar outro pênalti, desta vez com Thiago Heleno, mas por sorte a arbitragem não embarcou.

Com a primeira vitória no Brasileiro o time do técnico Vanderlei Luxemburgo vai a 5 pontos e encerra o incômodo jejum de 8 partidas sem vitória sobre um rival da Série A no ano.

O Verdão volta a campo às 16h de domingo (23/8) para enfrentar o Santos, no Morumbi.

Notícias relacionadas: