Por Eduardo Luiz
25/07/2021, 12h34

(Foto: Roma News)

Ausente nos últimos dois jogos do Palmeiras – contra a Católica ficou no banco, e diante do Fluminense nem relacionado foi, o lateral-esquerdo Matías Viña foi autorizado a viajar para a Itália para definir os detalhes finais da transferência para a Roma.

Apesar de ter liberado o jogador, o Verdão ainda não considera a transação finalizada. O diretor de futebol Anderson Barros explicou o motivo do clube ter autorizado a viagem.

“Há uma negociação em andamento com a Roma. Por boa fé e compreensão de que é preciso o cumprimento de uma quarentena para que o Viña possa trabalhar normalmente, o Palmeiras liberou o atleta para viajar e iniciar esse processo. Entretanto, o clube deixa claro que a negociação não está concluída, e somente estará assim que todo processo esteja finalizado” disse o executivo.

Entre valor fixo e bônus, a Roma desembolsará de 13 a 14 milhões de euros para contratar Viña; o Palmeiras, em tese, tem direito a 57,5% do valor à vista (11 mi), mas negociava com o Nacional uma participação maior.