Por Eduardo Luiz
06/06/2021, 20h16

Com dois gols de Wesley – um deles um golaço, e outro de Luiz Adriano, Verdão fez 3 a 1 na equipe catarinense e somou os primeiros pontos no nacional.

(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Primeiro tempo

Apenas com Patrick de Paula de volante, com dois meias e três atacantes, o Palmeiras iniciou o jogo com a proposta de sufocar a Chapecoense, mas a primeira grande chance de gol foi da equipe visitante. Logo aos 2 minutos Fabinho recebeu nas costas de Luan e chutou forte, parando em boa defesa de Jailson. A resposta do Verdão foi fatal: aos 6, Patrick de Paula enfiou para Mayke, o lateral cruzou, Laércio tentou cortar mas mandou nos pés de Wesley, que apenas conferiu: 1 a 0.

Aos 14 minutos, em jogada ensaiada em cobrança de escanteio, Scarpa cruzou, Busanello tentou cortar mas a bola sobrou para Luiz Adriano, que de cabeça aumentou a vantagem: 2 a 0. O VAR enxergou impedimento milimétrico do camisa 10, e o gol só não foi anulado porque no cruzamento Anselmo Ramon resvalou de cabeça, o que tirou o impedimento do camisa 10. Toda análise do lance durou 6 minutos – o jogo só recomeçou aos 21, e quando recomeçou o Palmeiras seguiu com fome.

Em noite inspirada, Mayke fez boa jogada aos 25 minutos e cruzou para Rony, que finalizou de primeira e exigiu boa defesa de Tiepo. Aos 26, Patrick de Paula enfiou para Wesley e o camisa 11 deixou de letra para Scarpa; o camisa 14 invadiu a área e bateu cruzado, rente à trave esquerda do goleiro. Aos 34 minutos Mayke cruzou, Raphael Veiga desviou de leve de cabeça e tirou Wesley da jogada.

Valente, a Chapecoense conseguiu assustar a meta de Jailson aos 37 minutos: Anselmo Ramon tocou para Matheus Ribeiro chutar de primeira e parar em no goleiro Palmeirense. Aos 41, Scarpa iniciou um contra-ataque que terminou com um golaço: Wesley recebeu o lançamento do camisa 14, pedalou pra cima de Laércio que caiu de maduro; na sequência o atacante ainda fintou Ronei antes de bater colocado no canto esquerdo de Tiepo: 3 a 0.

Atropelando a equipe catarinense, o Palmeiras só não fez o quarto gol pouco depois, aos 44 minutos, porque Derlan salvou um chute que tinha direção de Luiz Adriano após assistência de Wesley; o goleiro já estava batido. Antes do intervalo Patrick de Paula sentiu uma lesão e foi substituído por Zé Rafael.

continua após a publicidade

Segundo tempo

O segundo tempo começou com o Verdão mantendo o ritmo. Logo no primeiro minuto Wesley enfiou para Luis Adriano, o atacante passou pelo goleiro mas ficou sem ângulo, por isso tocou para Scarpa, que isolou. Aos 8 minutos, no entanto, uma sequência de erros do sistema defensivo possibilitou à Chapecoense diminuir o placar: Renan afastou mal, nos pés de Ravanelli, Wesley cometeu falta boba, Jailson armou mal a barreira e depois falhou na cobrança de Busanello: 3 a 1.

O gol renovou o ânimo do time visitante, que estava entregue. Aos 12 minutos Ravanelli enxergou um buraco nas costas de Victor Luis e deu bom passe para Matheus Ribeiro chutar rasteiro à esquerda de Jailson. O Palmeiras respondeu aos 14: Zé Rafael tocou para Raphael Veiga, que sem ângulo chutou para fora. Aos 21 minutos Zé Rafael ganhou dividida na entrada da área mas finalizou mal, por cima.

O jogo que estava tranquilo ficou aberto. Aos 23 minutos, após outra falta desnecessária – essa na lateral do campo, a defesa alviverde deixou Anselmo Ramon livre e o atacante finalizou de primeira, exigindo boa defesa de Jailson. Aos 25 o técnico Abel Ferreira promoveu a primeira alteração: Luiz Adriano por Willian. Três minutos depois mais duas mexidas: Scarpa por Felipe Melo, e Wesley por Esteves.

Mais resguardado, o Verdão passou a atacar apenas na boa. Aos 32 minutos Willian sofreu falta e Victor Luis cobrou com desvio, para fora. O escanteio não resultou em nada. Aos 42, Luan cruzou sob medida para Rony, que mesmo sem marcação escorou muito mal, à esquerda do goleiro. Nos minutos restantes do segundo tempo e no acréscimo o Palmeiras administrou o resultado.

Com a vitória no Allianz Parque o Verdão soma os primeiros três pontos no Brasileirão e sai da zona de rebaixamento direto para o pelotão de frente.

Quarta-feira (09/6), às 19h, o Palmeiras recebe o CRB pelo jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil.

Notícias relacionadas: