Por Eduardo Luiz
23/06/2022, 22h34

Weverton: 6,0
Sem culpa no gol. Fez uma bela defesa no começo do jogo.

Marcos Rocha: 6,0
Voltou sentindo um pouco o rimo, mas não comprometeu. Foi um dos poucos que competiram no primeiro tempo.

Gómez: 4,0
Desatento, falhou no gol.

Murilo: 5,0
Cometeu pequenos vacilos, principalmente nos passes.

Piquerez: 5,5
Assim como quase todo time, sumido na etapa inicial. Melhorou discretamente na final.

Zé Rafael: 4,5
Marcou muito mal e não conseguiu sair com qualidade.

Danilo: 4,0
Irreconhecível.

Scarpa: 5,0
No segundo tempo apareceu um pouco, mas errando muitos passes/cruzamentos. Ficou preso ao lado direito do ataque, onde não rendeu.

Dudu: 4,0
Outro que não entrou em campo. Hoje poderia ter saído mais cedo que nem ele reclamaria.

Veron: 4,0
Jogou em ritmo de treino.

Rony: 5,0
Esse nunca falta garra, mas sozinho não faz milagre.

Gabriel Menino, Rafael Navarro, Wesley, Breno Lopes e Mayke entraram no segundo tempo. Mayke foi o menos pior. Os outros mantiveram o nível desastroso dos companheiros.

João Martins/Abel Ferreira: 4,0
O Palmeiras jogou de salto. Ao invés de se impor diante de um adversário que havia batido com autoridade três dias antes, tirando proveito do aspecto emocional, o time entrou em ritmo de amistoso, sem competir. Quando acordou já era tarde (no segundo tempo os jogadores pelo menos não tiraram o pé de divididas e pararam de errar passes de 3 metros). Que sirva de lição.