Por Eduardo Luiz
21/09/2021, 23h40

Weverton: 5,0
Não teve trabalho ao longo do jogo. No pênalti, não sairia na foto. Deu sorte.

Marcos Rocha: 5,0
Não comprometeu na marcação, mas para isso quase não passou do meio-campo.

Gómez: 4,5
Pênalti bobo. Lembrou o da final do Paulista 2020.

Luan: 5,5
Jogo ok.

Piquerez: 5,0
Está sendo subutilizado. Se não é pra atacar, melhor escalar o Renan, que marca muito melhor que o uruguaio.

Felipe Melo: 5,5
Jogou com a seriedade que o jogo exigia. Ganhou a maioria das divididas e peitou Hulk (provavelmente cavando o cartão que tiraria o atacante do jogo de volta).

Danilo: 4,5
Entrou nervoso.

Zé Rafael: 4,5
Marcou mal, carregou demais a bola, matou alguns contra-ataques… E jogou quase os 90 minutos.

Patrick de Paula: –
Jogou 6 minutos.

Raphael Veiga: 5,0
Atuação apagada. O time não ajudou, mas ele também não tentou quase nada.

Dudu: 5,0
Vinha apagado como todo time, mas não pode sair de um jogo grande. É o único “diferente” do elenco que pode decidir num lance.

Wesley: 5,0
Tentou algumas jogadas ensaiadas, mas sem sucesso.

Rony: 4,5
Afoito na sua (atacar), foi mais útil na recomposição. Por isso foi premiado ao jogar quase todo jogo.

Veron: –
Assim como PK, entrou aos 39 do segundo tempo.

Luiz Adriano: 5,0
Teve gás para combater a saída de bola do Atlético por uns 15 minutos. Depois andou em campo e morreu de fome.

Deyverson: 4,5
Nem ele deve ter acreditado que entrou.

Abel Ferreira: 4,5
Repetiu a tática da final do Paulista contra o São Paulo, quando se contentou em anular o adversário, abdicando de buscar gols. Mas naquela ocasião pagou caro pelo jogo de volta. Agora o adversário é melhor e a competição muito mais importante. Um 1 a 1 dá a classificação ao Palmeiras, mas como vai conseguir esse gol? Vai arriscar desde o começo? Improvável. Ou seja, correrá riscos. Se der certo, vai virar gênio. Se der errado, pagará caro por omissão.