Por Eduardo Luiz
25/09/2021, 20h58

Preservando titulares para a Libertadores, time de Abel Ferreira jogou sem concentração e acabou superado por 2 a 1. Atlético-MG abriu 8 pontos de vantagem na liderança.

(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Primeiro tempo

Com seis mudanças em relação ao time que empatou com o Atlético-MG, o Palmeiras iniciou o jogo com mais posse de bola. Aos 6 minutos, após se recuperar de uma pancada no joelho esquerdo, Gustavo Scarpa experimentou da entrada da área, mas mandou nas mãos de Cássio. A resposta do Corinthians não demorou: aos 10, Giuliano recebeu de Willian e cruzou rasteiro; Luan tentou cortar e só não fez gol contra porque Weverton estava atento.

Aos poucos o clássico foi ficando mais morno. Aos 15 minutos Wesley sofreu falta perto da área e Gabriel Menino cobrou com desvio, para fora. Aos 19, Luan teve três chances para desarmar Renato Augusto na entrada da área e falhou nas três; o meia cruzou para Giuliano tocar de primeira para Róger Guedes finalizar forte, de canhota, sem chance de defesa para Weverton: 0 a 1.

Atrás no placar, o Palmeiras não conseguiu reagir. Satisfeito com o presente que ganhou, o rival também diminuiu o ritmo, e a partida ficou ainda mais sem graça. Aos 31 minutos, após outro vacilo do sistema defensivo alviverde o Corinthians quase fez 2 a 0: Gómez protegeu errado e Gabriel Pereira chutou cruzado, à esquerda de Weverton. O time do técnico Abel Ferreira só voltaria a finalizar aos 37 minutos: Wesley ajeitou para Patrick de Paula bater sem perigo, para fora.

Nos minutos finais do primeiro tempo o jogo enfim esquentou. Aos 44, Patrick de Paula optou por não para contra-ataque com falta em Willian por já ter cartão amarelo e o rival fez 2 a 0, mas o gol foi corretamente anulado por impedimento de Róger Guedes. Dois minutos depois, após rebote em cobrança de escanteio, Gabriel Menino soltou a bomba, a bola desviou no ex-Palmeirense e entrou: 1 a 1. Antes do intervalo o Verdão teve a chance da virada: Dudu arrancou e chutou em cima de Cássio; Luiz Adriano, livre pela esquerda, ficou reclamando o passe.

continua após a publicidade

Segundo tempo

Com Zé Rafael no lugar de Patrick de Paula, o Palmeiras voltou para o segundo tempo tentando manter o ritmo do final do primeiro. Logo no primeiro minuto Scarpa cobrou falta e Renan, pressionado por Gil, escorou para fora. Aos 5, Willian arrancou nas costas de Gabriel Menino, invadiu a área, fintou Scarpa e bateu no canto direito baixo de Weverton, que foi buscar.

Aos 10 minutos Gómez deu uma de atacante e arriscou de fora da área, à esquerda do goleiro. Aos 12, Gabriel Pereira cruzou, Luan afastaria mas Danilo se precipitou, cabeceou para trás e quase fez gol contra. Dois minutos depois Abel Ferreira promoveu duas mudanças: Dudu por Willian, e Luiz Adriano por Deyverson. Como nada aconteceu, aos 22 ele mexeu de novo: Wesley deu lugar a Gabriel Veron.

O Corinthians teve boa chance para voltar a ficar a frente no placar aos 28 minutos: Mosquito recebeu livre na área e chutou para boa defesa de Weverton. A resposta alviverde veio em seguida: aos 29, Scarpa enfiou para Zé Rafael girar e chutar de canhota, para fora. Aos 32 minutos Menino levantou na cabeça de Veron, que escorou nas mãos do goleiro. Aos 35, Scarpa cobrou escanteio e Luan, na pequena área, perdeu chance incrível.

O segundo gol do Palmeiras parecia maduro. Aos 37 minutos, após outro escanteio, Veron carimbou a trave. No minuto seguinte a bola entrou, mas para o rival. Zé Rafael e Danilo não mataram contra-ataque no meio-campo, Róger Guedes passou como quis por Gabriel Menino e acertou o ângulo esquerdo de Weverton: 2 a 1. Atrás novamente no placar, Abel Ferreira fez a última mudança: Renan por Jorge, que enfim estreou pelo clube.

Em busca do empate para não perder um tabu de 7 jogos de invencibilidade para o rival e seguir vivo na disputa pela liderança do Brasileirão, o Palmeiras só criou mais uma chance: aos 45 minutos Veron cruzou e Willian desviou de cabeça nas mãos de Cássio. E foi só. Com o revés o time de Abel Ferreira permanece com 38 pontos e vê o líder abrir 8 pontos de vantagem. Já era…

Terça-feira (28/9) o Palmeiras visita o Atlético-MG para decidir uma vaga na final da Libertadores. O jogo será disputado às 21h30, no Mineirão.

Notícias relacionadas: