Por Eduardo Luiz
27/06/2021, 21h59

Palmeiras saiu na frente com Scarpa, cedeu a virada mas buscou a vitória com outro gol no fim. Time de Abel Ferreira chega a 13 pontos e assume a terceira colocação do Brasileirão.

(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Primeiro tempo

Com mudanças no time titular e num esquema diferente (4-3-3), o Palmeiras iniciou o jogo pressionando o Bahia. Aos 2 minutos Marcos Rocha cobrou lateral e Luiz Adriano ajeitou de calcanhar para Scarpa chutar de primeira, com desvio, para fora. Aos 4, a bola sobrou para Marcos Rocha na “quina” da grande área e ele resolveu chutar, errando o alvo por muito. Aos 6 minutos Scarpa cobrou falta de longe e marcou um golaço, no ângulo esquerdo do goleiro: 1 a 0.

Mal deu tempo para a torcida comemorar. Aos 11 minutos o árbitro ignorou falta em Breno Lopes e na sequência assinalou outra de Danilo; Rodriguinho levantou na área, Jailson hesitou para sair e Luan perdeu para Luiz Otávio pelo alto: 1 a 1. Depois do empate da equipe de Salvador o jogo deu uma esfriada. Aos 21 minutos Marco Rocha deu bom passe para Luiz Adriano chutar cruzado, parando em boa defesa de Matheus Teixeira.

A partir da metade do primeiro tempo o Bahia assumiu o controle da partida. Aos 25 minutos Thaciano recebeu de Gilberto e percebeu Matheus Bahia livre do lado esquerdo do ataque; ele fez o passe e o lateral chutou com perigo, rente à trave esquerda de Jailson. Aos 28, a defesa alviverde deixou Rodriguinho livre na área e o meia cabeceou nas mãos do camisa 42 Palmeirense.

Com menos posse de bola, o Verdão voltou a incomodar a meta adversária aos 31 minutos: Scarpa cobrou escanteio, Luiz Adriano fez a casquinha no primeiro pau mas ninguém de verde apareceu no segundo para conferir. Aos 39 a bola sobrou para Scarpa fora da área e ele chutou de primeira, torto, para fora. O último lance de perigo antes do intervalo foi do Bahia: Rossi enfiou para Nino Paraíba nas costas de Victor Luis e o lateral deu o gol de presente para Gilberto, que furou de maneira inacreditável.

continua após a publicidade

Segundo tempo

Sem mudanças, o Palmeiras voltou para a etapa final tentando reequilibrar o jogo. Aos 5 minutos Luan lançou Luiz Adriano, o atacante dominou e chutou para boa defesa do goleiro, mas o assistente assinalou impedimento do camisa 10. No contra-ataque o time visitante quase virou: Rossi fintou Luan e bateu na trave. Aí foi a vez do Verdão usar da mesma arma: Scarpa enfiou para Breno Lopes, o atacante avançou, entrou na área e chutou em cima do goleiro.

Como pouca coisa mudou, aos 10 minutos Abel Ferreira mexeu por atacado; foram 4 alterações: Gabriel Menino, Patrick de Paula, Zé Rafael e Raphael Veiga foram para o jogo nos lugares de Marcos Rocha, Danilo, Danilo Barbosa e Luis Adriano, respectivamente. O time piorou. Aos 12, Patrick perdeu a bola para Rossi, que tocou para Thaciano chutar cruzado, para fora.

Aos 14 minutos Raphael Veiga foi à linha de fundo e cruzou para Rony, que virou centroavante; a bola bateu no camisa 7 e saiu. Aos 22, Scarpa cobrou falta, por cima do travessão. Aos 26 minutos o Bahia teve escanteio, Kuscevic desviou no primeiro pau e Maycon Douglas perdeu chance incrível. E de tanto pedir para tomar, o Palmeiras conseguiu. Aos 29, Maycon Douglas passou com extrema facilidade por Kuscevic e tocou na saída de Jailson: 1 a 2.

Com o time atrás no placar, Abel promoveu a quinta alteração: Rony por Deyverson. Aos 32 minutos Scarpa cobrou bem uma falta e Raphael Veiga resvalou de cabeça, mas foi o suficiente para tirar do goleiro: 2 a 2. O empate alviverde deixou a partida aberta novamente. Aos 34 minutos Scarpa enfiou para Breno Lopes, o atacante ganhou da marcação e antes do goleiro pegar a bola ele tocou para Raphael Veiga, mas Juninho acompanhou a jogada e travou a conclusão do camisa 23.

O Bahia respondeu prontamente. Aos 36 minutos, em contra-ataque, Rossi recebeu de Maycon Douglas e chutou; a bola bateu na perna de Patrick de Paula e explodiu na trave. Na sobra o próprio camisa 5 afastou o perigo. Aos 39 minutos Gabriel Menino cruzou, a bola ganhou efeito e quase enganou Matheus Teixeira.

Nos minutos finais as duas equipes seguiram em busca do gol, e a exemplo do que aconteceu contra o América-MG o Verdão foi feliz nos acréscimos: aos 46 Scarpa deu ótimo passe para Breno Lopes sair na cara do goleiro, que fez a defesa, mas a bola voltou no Palmeirense e entrou: 3 a 2.

Nos minutos derradeiros o Bahia ainda tentou nova igualdade, mas dessa vez o sistema defensivo alviverde foi eficiente e conseguiu neutralizar. UFA! UFA! Com a vitória o Palmeiras chega a 13 pontos e assume a terceira colocação do Brasileirão.

O Verdão volta a campo às 19h de quarta-feira (30/6) para enfrentar o Internacional, em Porto Alegre.

Notícias relacionadas: