Por Eduardo Luiz
14/03/2021, 17h53

Time comandado por João Martins não fez uma boa apresentação, mas somou os 3 pontos; Verdão sobre para a segunda colocação do Grupo C do Paulista.

(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Primeiro tempo

Com o mesmo time que derrotou o São Caetano, o Palmeiras iniciou a partida encontrando dificuldades de criação e cedendo espaços à Ferroviária. Aos 11 minutos a equipe visitante armou contra-ataque que teve origem em falta não marcada em Scarpa que terminou com Felipe Marques finalizando por cima da meta de Vinicius Silvestre. Aos 13, Vinícius Zanocelo experimentou da entrada da área, para fora.

Com mais posse de bola, o Verdão não sabia o que fazer com ela, já que os meias – Lucas Lima e Scarpa, não conseguiam sair da marcação. Diante desse panorama, absolutamente nada aconteceu até os 35 minutos, quando Lucas Lima enfim recebeu em boa condição para cruzar, mas não encontrou ninguém na área.

Aos 40 minutos a primeira finalização de perigo do Palmeiras: Gabriel Menino soltou a bomba e viu a bola passar relativamente perto do travessão de Saulo. Aos 43, a resposta da Ferroviária, também em chute de longe, mas o arremate de Vinícius Zanocelo não assustou seu xará. Antes do primeiro tempo terminar o Verdão teve mais uma chance, desta vez em bola parada: Scarpa sofreu e cobrou falta por cima.

continua após a publicidade

Segundo tempo

Sem alterações, o Palmeiras voltou para a etapa final apostando na mudança de atitude. E deu certo. Aos 8 minutos, após jogada ensaiada em cobrança de escanteio, saiu o gol: Gabriel Menino tocou para Gustavo Scarpa e o meia levantou na cabeça de Danilo: 1 a 0. O gol precisou foi validado pelo VAR.

Atrás no placar, a Ferroviária se lançou ao ataque em busca do empate, o que deixou o jogo mais aberto. Aos 14 minutos Renato Cajá cobrou bem uma falta, mas Vinicius estava atento e fez a defesa. Aos 17, Mayke fez boa jogada pela lateral e cruzou para Gabriel Menino, que furou.

Aos 18 minutos, em outra cobrança de escanteio, Scarpa levantou para Lucas Lima bater de primeira, à esquerda do goleiro. A Ferroviária devolveu na mesma moeda: Cajá cobrou tiro de canto e Higor Meritão subiu sozinho para escorar no canto esquerdo de Vinicius, que nem se mexeu, mas Mayke salvou.

Percebendo crescimento da Ferroviária, o auxiliar João Martins começou a mexer no time a partir dos 24 minutos; primeiro ele trocou Lucas Lima por Papagaio, depois sacou Esteves e Patrick de Paula para as entradas de Victor Luis e Fabinho, respectivamente.

As alterações cumpriram bem o propósito de estancar as investidas da equipe visitante, mas ao mesmo tempo fizeram o Verdão ficar mais engessado, sem criatividade para tentar ampliar o placar. Aos 43 minutos João Martins mexeu novamente: Gabriel Menino deu lugar a Giovani. Três minutos depois de entrar o garoto perdeu ótima chance: Danilo fez o passe, o zagueiro falhou e ele chutou alto demais na saída do goleiro.

Os Palmeirenses ainda lamentavam o gol perdido quando a defesa da Ferroviária voltou a dar mole: Empereur deu um bicão, Matheus Salustiano quis proteger para a saída do goleiro, mas Papagaio foi mais esperto, deu um toquinho na bola e correu para o abraço: 2 a 0. Logo depois o árbitro encerrou a partida no Allianz Parque. Com a vitória, o Palmeiras chega a 7 pontos e assume a segunda colocação do Grupo C.

Agora, se a FPF não conseguir reverter a decisão do Governo de São Paulo em proibir jogos de futebol de 15/3 a 30/3, o Verdão ficará apenas treinando à espera da retomada. O próximo jogo seria às 19h de quarta-feira (17/3) contra o São Bento, em Sorocaba.

Notícias relacionadas: