Por Eduardo Luiz
02/06/2021, 09h43

(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Tema recorrente sempre que algum dirigente do Palmeiras resolve falar com a imprensa, a falta de reforços para a temporada 2021 não fugiu à pauta da entrevista que o diretor de futebol Anderson Barros concedeu ao Sportv na terça-feira.

De acordo com o executivo, o Verdão teve de optar por manter o clube “equilibrado financeiramente” a atender os pedidos do técnico Abel Ferreira; segundo Barros, o português entendeu a escolha da diretoria.

“Recentemente o Abel nos pediu determinados atletas para posições específicas e não conseguimos atender. É normal, faz parte do processo. O Palmeiras entendeu que deveria priorizar um equilíbrio financeiro, e tudo isso de uma forma muito clara com ele. O Abel percebe o que o Palmeiras pode oferecer a ele e temos a convicção do trabalho que ele oferece”.

Em pelo menos três oportunidades o Verdão confirmou que desistiu de negociações por causa da questão financeira, isso aconteceu com os atacantes Santos Borré, do River Plate, Ademir, do América-MG, e Valentín Castellanos, do NY City.

“Não querendo dizer que não vamos contratar. Temos ido ao mercado, mas entendemos também que não passaremos de determinados limites para fazer uma operação. Prefiro que essa operação não aconteça do que extrapolar determinado limite que a gente tenha definido com nosso departamento financeiro. Esse tem sido nosso grande desafio, manter as decisões esportivas e financeiras equilibradas, mas principalmente, manter o Palmeiras competitivo, e acredito que estamos conseguindo” completou Barros.

Para a temporada 2021 o único reforço que o Palmeiras contratou foi o volante Danilo Barbosa, que chegou por empréstimo junto ao Nice, da França.