Por Eduardo Luiz
16/12/2022, 08h27

(Dr. André Sica, segundo da esquerda pra direita – Foto: Reprodução)

Ao anunciar a venda do atacante Endrick para o Real Madrid, a presidente Leila Pereira disse que tratava-se da maior transação da história do futebol brasileiro, informação que o advogado do Palmeiras confirmou nas redes sociais.

Até então, a maior venda era considerada a de Neymar, do Santos para o Barcelona, em 2013. Questionado por um seguidor se a venda de Endrick superou a do ex-jogador santista, André Sica confirmou (veja abaixo).

Oficialmente, o Santos recebeu apenas 23,7 milhões de euros do Barcelona, mas depois foi revelado que o clube espanhol pagou “por fora” ao pai de Neymar mais 40 milhões de euros. Hoje, há versões de que a transferência movimentou 88,4 mi de euros no total, o que nunca foi confirmado pelas partes.

As outras vendas que estão entre as maiores da história do Brasil são as de Vinícius Júnior (ex-Flamengo) e Rodrygo (ex-Santos), ambas por 45 milhões de euros e para o Real Madrid, e a de Lucas Moura, por 43 mi de euros (do São Paulo para o Paris Saint-Germain).

Embora Palmeiras e Real Madrid não tenham informado oficialmente o valor da negociação, vários jornalistas e sites vazaram os números; de acordo com Fabrizio Romano, especializado em transferências, o Real desembolsará até 72 milhões de euros (R$ 407 milhões), sendo 35 fixos, 25 em metas e 12 em impostos e comissões.