Por Eduardo Luiz
30/05/2024, 22h22

Abel atribui empate à retranca do San Lorenzo e diz que escalou trio de garotos por clamor
(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Ao final do jogo no Allianz Parque o técnico Abel Ferreira analisou mais uma atuação ruim do Palmeiras, desta vez diante do San Lorenzo; o time apenas empatou e perdeu a liderança geral da Libertadores.

Para o português, o empate foi consequência da retranca do adversário: “Jogo difícil contra uma equipe que veio para não sofrer gols e conseguiu. Pena só termos na segunda parte 20 e poucos minutos, gostaria de mais tempo para furar uma linha tão baixa”.

“Nos últimos anos os adversários respeitam muito o Palmeiras. Acho que o adversário veio como uma intenção clara e conseguiu. Merecíamos ter mais tempo útil, mais tempo com bola”, completou.

Sobre a formação inicial com Endrick, Estêvão e Luis Guilherme juntos, Abel disse que foi uma decisão emocional, não racional: “Se calhar fui mais à procura do que era melhor para as pessoas verem, com os três em campo, do que o melhor para a equipe”, encerrou.

O Palmeiras conhecerá o adversário das oitavas de final na próxima segunda-feira (03//6), data do sorteio na sede da Conmebol.

Participe do canal do PTD no WhatsApp

MAIS LIDAS DO PTD:

1. Notas de Palmeiras 2 x 0 Vasco

2. Palmeiras volta à carga por Maurício, do Internacional

3. Especialistas explicam lesão de Bruno Rodrigues; atacante só voltará a defender o Palmeiras em 2025

4. Libertadores: Conmebol define datas, horários e transmissões de Palmeiras x Botafogo

5. Veja lances de Giay, lateral que está próximo de fechar com o Palmeiras