Por Eduardo Luiz
10/04/2021, 09h43

(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Depois de 12 dias parado, o Palmeiras voltou a disputar um jogo oficial na última quarta-feira contra o Defensa y Justicia e consegui uma importante vitória fora de casa. Autor do segundo gol, o meia Gustavo Scarpa admitiu que o time sentiu a falta de ritmo e que por isso não conseguiu desempenhar um grande futebol, mas projetando não apenas a partida de volta da Recopa como também o duelo deste domingo contra o Flamengo, pela Supercopa do Brasil, ele fez um alerta ao Verdão: precisa melhorar.

“São duas decisões, duas competições que o Palmeiras nunca conquistou e então excelentes oportunidades para continuarmos marcando nosso nome na história do clube. Contra o Defensa y Justicia, tentamos desempenhar o nosso melhor junto com a vitória. Não conseguimos a melhor performance, mas o triunfo veio. É claro que não podemos nos enganar, mas vencemos uma partida contra a equipe campeã da Sul-americana e fora de casa. Temos nosso mérito, o time completo voltou agora após folgas. Temos de valorizar sim, mas também estamos cientes de que precisamos melhorar” disse o jogador, ao site oficial.

Sobre o gol de falta que marcou no jogo do meio de semana, Scarpa comentou: “É um fundamento que eu procuro sempre aprimorar. Acredito que a cada ano que passa fica um pouco mais difícil de fazer gol de falta. Acho que os goleiros estão melhorando, ficando mais rápidos. Estou muito feliz pelos gols recentes e porque venho batendo bem nos últimos jogos também”.

Por fim, o meia fez uma breve avaliação da sua última temporada e projetou seguir sendo importante na nova: “Foi um ano difícil, mas também o meu melhor aqui no Palmeiras. No Paulista, fui pouco utilizado, mas pude participar, até batendo pênalti na final. Na reta final da Libertadores e da Copa do Brasil, atuei bastante e isso me deixou muito feliz. E não foram só três títulos, foram três títulos super importantes. Fico contente por ter marcado meu nome na história do clube e espero que em 2021 venham mais conquistas”.