Por Eduardo Luiz
03/06/2021, 23h26

Willian fez o gol isolado da partida, no primeiro tempo. Verdão poderá empatar em casa para avançar às oitavas de final.

(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Primeiro tempo

Com um time misto em função dos desfalques dos selecionáveis (Weverton, Gómez, Viña e Gabriel Menino) e também por opção do técnico Abel Ferreira, que deixou alguns titulares no banco – além da ausência de última hora de Danilo, que sentiu uma lesão muscular no aquecimento, o Palmeiras iniciou o jogo sem conseguir sair da forte marcação imposta pelo CRB e permitindo ao adversário rondar a área através de seguidas faltas e escanteios.

O panorama da partida só foi mudar quando o comandante Palmeirense promoveu uma alteração tática, recuando Felipe Melo para compor a linha de defesa com Renan e Luan, o que deu mais liberdade a Mayke, Victor Luis e principalmente Gustavo Scarpa, que passou a ditar o ritmo da equipe. Aos 15 minutos o camisa 14 cobrou escanteio e Willian desviou de cabeça, na trave.

Aos 22 minutos o CRB levou perigo num contra-ataque: Reginaldo cruzou e Erik, sozinho, isolou. No lance seguinte Scarpa enfiou para Willian, o atacante finalizou e parou no goleiro; na sobra Rony tentou mandar para o gol vazio, mas Frazan conseguiu bloquear. Na cobrança do tiro de canto executada por Scarpa, a bola bateu na trave, mas o assistente indicou uma curva por fora.

O jogo era movimentado. Aos 25 minutos novamente Scarpa iniciou a jogada: ele cobrou escanteio rasteiro para Patrick de Paula soltar a bomba e parar em Gum (aquele ex-Fluminense). Acuado, o CRB tentou responder aos 29 minutos com Yuri, mas o chute do atacante não levou perigo à meta de Jailson.

Melhor em campo, o Verdão seguiu pressionando em busca do gol. Aos 38 minutos Mayke cruzou, a bola passou por Willian mas Victor Luis acompanhou a jogada e concluiu de cabeça, parando em boa defesa de Diogo. Aos 40, a arbitragem que vinha muito bem, anulou incorretamente um gol de Patrick de Paula após passe de Willian alegando que a bola saiu antes da assistência do camisa 29, o que não aconteceu (o VAR só passará a ser utilizado a partir das oitavas de final).

Não deu tempo para o Palmeiras lamentar. Aos 41 minutos Scarpa – sempre ele – deu ótimo passe em profundidade para Rony; o camisa 7 dominou e chutou no canto esquerdo do goleiro, que deu rebote nos pés de Willian: 1 a 0. O segundo gol só não saiu logo depois, aos 42, porque Rony finalizou muito mal mesmo cara a cara com o goleiro após bela troca de passes envolvendo todo sistema ofensivo.

continua após a publicidade

Segundo tempo

Na etapa final, sem mudanças, o Verdão voltou parecendo que manteria o ritmo. Logo no primeiro minuto Rony finalizou da entrada da área e fez o goleiro trabalhar. Após a chance criada pelo camisa 7, porém, o time de Abel Ferreira perdeu intensidade e permitiu ao CRB sonhar com uma reação. Aos 8 minutos Reginaldo cruzou para Erik, mas Luan conseguiu um desvio providencial de cabeça.

Para dar novo gás ao time, aos 12 minutos Abel mexeu duas vezes: Raphael Veiga e Zé Rafael entraram nos lugares de Lucas Lima e Scarpa, que foi flagrado pela transmissão chegando ao banco de reservas bastante irritado. Aos 17 minutos, após levantamento na área, Gum escorou de cabeça e Jailson defendeu em dois tempos.

O Palmeiras só voltaria a finalizar aos 21 minutos, quando Zé Rafael recebeu na entrada da área e chutou forte, rasteiro, mas Diogo estava atento e fez boa defesa. Aos 23, nova mexida no Verdão: Willian deu lugar a Luiz Adriano. Aos 32 minutos Calyson arriscou de média distância, mas colocou pouca força, facilitando para Jailson.

Aos 36 minutos Felipe Melo sentiu uma fisgada e pediu substituição; Michel entrou em seu lugar. Abel aproveitou a parada para também trocar Rony por Wesley. Nos últimos minutos a partida enfim voltou a esquentar. Aos 41, Calyson arriscou da entrada da área, direto nas mãos de Jailson. Aos 43, Zé Rafael cruzou, o zagueiro cortou mal e Wesley concluiu de cabeça, exigindo ótima defesa de Diogo. E foi só.

No jogo de volta, marcado para quarta-feira da semana que vem (09/6), no Allianz Parque, o Palmeiras terá a vantagem do empate para avançar às oitavas de final da Copa do Brasil.

O Verdão volta a campo às 18h15 de domingo (06/6), em casa, para enfrentar a Chapecoense pela segunda rodada do Brasileirão.

Notícias relacionadas: