Por Eduardo Luiz
05/08/2020, 23h35

Rivais fazem clássico sem emoção em Itaquera, e adiam decisão do título para sábado, no Allianz Parque.

(Foto: Cesar Greco/Ag.Palmeiras)

Com Luan no lugar de Felipe Melo, lesionado, e outras duas mudanças por opção do técnico Vanderlei Luxemburgo – Diogo Barbosa por Viña, e Willian por Zé Rafael, o Palmeiras iniciou o jogo respeitando demais o adversário, que diante da postura alviverde foi ao ataque tentar a sorte. Aos 3 minutos Jô tabelou com Luan e exigiu defesa em dois tempos de Weverton.

Com mais posse de bola, o Corinthians cercava a área Palmeirense à espera de uma brecha para dar o bote. Aos 25 minutos Matheus Vital arriscou de média distância e Weverton encaixou. Aos 27 Luan enfiou para Ramiro, que em posição legal – graças a Viña – se assustou ao ficar cara a cara com o goleiro do Verdão e chutou em cima dele.

O rival era melhor. Aos 30 minutos Luan foi à linha de fundo e cruzou; Jô disputou a bola com Luan e ela sobrou para Matheus Vital bater de primeira, com estilo, e parar numa defesa espetacular de Weverton. A chance clara perdida pelo Corinthians fez o time de Luxa acordar.

Aos 36 minutos Gabriel Menino cobrou escanteio fechado, Jô resvalou – tirando Gómez da jogada, mas o árbitro não assinalou o escanteio. Na parte final do primeiro tempo o Palmeiras teve mais posse de bola e conseguiu mantê-la no campo de ataque, mas só foi criar uma oportunidade clara aos 46 minutos: Marcos Rocha cobrou lateral para Luiz Adriano, o atacante girou pra cima do marcador e mandou para a área onde estava Ramires, que chutou rente ao travessão.

continua após a publicidade

Com Bruno Henrique no lugar de Ramires, e Willian na vaga de Luiz Adriano, o Verdão voltou para a etapa final adiantando a marcação e não deixando o Corinthians ficar com a bola. O primeiro objetivo foi alcançado, mas faltou traduzir o domínio em chances de gol.

A primeira oportunidade só foi surgir aos 23 minutos, quando Danilo Avelar impediu com a mão um drible de Willian na entrada da área. Bruno Henrique cobrou a falta no canto onde estava Cássio, que espalmou. Aos 28 Fagner errou um passe perto da área, Gabriel Menino ficou com a bola, invadiu a área e bateu à direita do goleiro.

Aos 33 minutos Luxemburgo mexeu mais duas vezes: Scarpa e Raphael Veiga foram para o jogo nos lugares de Zé Rafael e Gabriel Menino, respectivamente. Pouca coisa mudou. Aos 36 Bruno Henrique arriscou de muito longe e errou o alvo. Aos 39 minutos a última alteração no Verdão: Rony por Angulo. Novamente nada aconteceu e o clássico acabou como começou, com o 0 a 0 no placar.

Sábado o Verdão recebe o rival às 16h30, no Allianz Parque. Um novo empate levará a decisão do título para os pênaltis.

Notícias relacionadas: