Por Eduardo Luiz
15/12/2020, 23h58

Weverton: 8,0
Salvou o time logo no começo do jogo com uma defesaça.

Marcos Rocha: 5,5
A assistência para o gol do Rony eleva sua nota. Foi muito mal ao longo do jogo.

Mayke: –
Entrou faltando 5 minutos para o jogo acabar.

Luan: 6,5
Já teve atuações mais seguras.

Gómez: 6,5
No lance da defesa do Weverton, foi facilmente driblado. De resto, bom jogo até sair. Que não seja nada grave.

Emerson Santos: 6,5
Entrou aos 11 do segundo tempo; aos 15 o Libertad teve um jogador expulso. O adversário ameaçava iniciar uma pressão, que foi por terra.

Viña: 7,0
Boa atuação justamente no que vinha devendo: aspecto defensivo. Não perdeu uma, por cima ou por baixo.

Danilo: 7,5
No primeiro tempo marcou praticamente sozinho. E deu conta do recado.

Gabriel Menino: 8,0
Primeiro tempo discreto. Melhorou na etapa final e foi coroado com o gol.

Raphael Veiga: 6,0
Apagado.

Zé Rafael: 6,0
Não mudou muito o panorama do jogo.

Scarpa: 9,0
O melhor do time. Fez gol e deu assistência.

Breno Lopes: –
Pouco tempo em campo.

Veron: 5,5
Displicente em boa parte do jogo. Perdeu dois gols absurdos no mesmo lance.

Rony: 8,5
É o principal nome do Verdão na Libertadores. Quem diria? Outro bom jogo do camisa 11.

Willian: 5,0
Em 15 minutos em campo perdeu um gol feito, uma boa chance e não deu passe para Mayke em ataque promissor.

Abel Ferreira: 7,5
Mudou o time, que não fez um bom primeiro tempo. Marcos Rocha foi mal e poderia ter saído no intervalo. Gabriel Veron também fez hora extra. Mas no geral a atuação foi boa e a vitória merecida, principalmente pelo segundo tempo.