Por Eduardo Luiz
13/05/2023, 20h55

Weverton: 4,0
Estava mal posicionado no gol. Era defensável.

Mayke: 5,0
Com mais obrigações defensivas, apoiou pouco. E quando apoiou, errou muito.

Gómez: 6,0
Sem muito trabalho na defesa, lá na frente participou do lance do gol.

Luan: 5,5
Deu muitos passes verticais. Acertou alguns, errou outros, comprometendo o sistema defensivo.

Vanderlan: 5,0
Apoiou mal e marcou pior ainda.

Fabinho: 5,0
Não conseguiu repetir o dinamismo de Zé Rafael.

Richard Ríos: 5,5
Teve uma boa chance, mas na marcação deu muitos espaços.

Gabriel Menino: 5,5
Teve trabalho pra ajudar na marcação, e com isso saiu pouco pro jogo, seu forte.

Raphael Veiga: 6,5
O melhor da noite. E esteve longe de ter uma boa atuação.

López: –
Entrou tarde. Teve um lance no fim que faltou atenção para se atirar na bola antes.

Artur: 7,0
Fez um jogo ok contra o ex-clube e deixou o seu.

Tabata: 4,0
Errou quase tudo que tentou.

Dudu: 5,0
Depois de comer a bola contra o Grêmio, foi irreconhecível contra o RBB.

Breno Lopes: 3,0
Fominha num contra-ataque de 3 contra 1. Era lance pro 2 a 0…

Rony: 4,5
Está na hora de ir pro banco.

Endrick: 5,5
Sofreu um pênalti não assinalado pelo árbitro e exigiu boa defesa do goleiro.

Abel Ferreira: 5,0
O Palmeiras não conseguiu se impor em momento algum do jogo. Parece que faltou gás. Era jogo para rodar o elenco. As mexidas do treinador também foram ruins. O Palmeiras chegou no final do jogo sem seu principal articulador e sem Artur, um dos poucos que se salvaram na noite (e que não poderá jogar a Copa do Brasil). Noite para esquecer de todo mundo.

Participe do canal do PTD no WhatsApp

MAIS LIDAS DO PTD:

1. Cruzeiro anuncia contratação de Dudu

2. Palmeiras avança pela contratação de Maurício, do Internacional

3. Notas de Palmeiras 2 x 0 Vasco

4. Palmeiras volta à carga por Maurício, do Internacional

5. Especialistas explicam lesão de Bruno Rodrigues; atacante só voltará a defender o Palmeiras em 2025