Por Eduardo Luiz
22/08/2021, 13h23

Weverton: 6,0
Sem culpa nos gols. No segundo tempo fez duas boas defesas.

Marcos Rocha: 4,0
Não teve trabalho na marcação, mas foi inoperante no apoio. Não acertou um cruzamento.

Gabriel Menino: 4,5
Acertou 1 cruzamento. Ou seja, foi ligeiramente melhor que Rocha.

Luan: 5,0
Errou algumas tentativas de sair jogando.

Piquerez: 5,0
Deveria ter entrado antes, ainda no primeiro tempo.

Gómez: 6,0
Se matou em campo.

Renan: 3,0
Falhou no lance do gol. O erro desestabilizou o garoto, que fez um jogo muito ruim.

Zé Rafael: 4,0
Desligado na marcação. Quando tentou criar algo, carregou demais a bola.

Willian: 4,0
A partir da sua entrada virou pelada, mas não por sua culpa. O time se desorganizou taticamente e já sofria fisicamente.

Danilo: 4,0
Abandonou a jogada do gol. Clayson estava sozinho porque ele não marcou.

Raphael Veiga: 4,0
Tudo que jogou contra o São Paulo, não jogou contra o Cuiabá.

Dudu: 6,0
Outro que se matou em campo.

Wesley: 4,0
Disperso, errou lances fáceis.

Scarpa: 3,5
Conseguiu alguns bons cruzamentos, mas no final perdeu a bola de maneira ridícula, praticamente dando o segundo gol ao adversário.

Rony: 3,0
Deveria ter saído ainda no primeiro tempo. Não rendeu nada como “falso 9”.

Deyverson: 3,0
Teve três boas chances (uma em impedimento), mas perdeu todas por deficiência técnica. Escorou todas em cima do goleiro.

Vitor Castanheira/Abel Ferreira: 3,0
Não precisavam esperar o intervalo para mexer. E com Luiz Adriano no banco, porque escolheram Deyverson? Depois de uma classificação marcante, um “relaxamento” poderia acontecer, aí que deveria entrar o trabalho do técnico/comissão, seja cobrando foco ou mexendo nas peças que iniciariam o jogo. Todos são responsáveis pela derrota, que deixa o time em situação complicada pensando na disputa da liderança.