Por Eduardo Luiz
23/07/2020, 00h11

Weverton: zero
Diante da partida feita por Cássio, a falta de ritmo não pode ser usada como desculpa. Falha bizarra num jogo que não poderia acontecer.

Mayke: 3,0
Muito tímido no apoio. Sem trabalho na marcação de Everaldo.

Gabriel Menino: 4,0
Pelo menos tentou algumas subidas ao ataque, mas não conseguiu ser efetivo.

Felipe Melo: 4,5
Não teve trabalho no jogo.

Vitor Hugo: 4,0
Também não teve trabalho, mas correu riscos em algumas saídas de bola.

Viña: 6,0
Era o melhor Palmeirense em campo até sair do jogo por causa da pancada na cabeça. Que se restabeleça prontamente para domingo porque não tem substituto.

Diogo Barbosa: 2,0
A partir da sua entrada o Palmeiras passou a jogar com menos dois (Zé Rafael já não contava).

continua após a publicidade

Patrick de Paula: 5,0
Muito afoito no primeiro tempo, melhorou no segundo.

Bruno Henrique: 3,0
Não apoiou bem e nem ajudou na marcação como deveria.

Zé Rafael: zero
Procura-se.

Lucas Lima: 4,0
Em relação a Zé Rafael, foi muito melhor, mas nada de excepcional. Deu alguns bons passes e só.

Rony: 3,5
Muita velocidade e pouco raciocínio.

Wesley: –
Entrou quando o time já não tinha gás.

Willian: 5,0
Perdeu as melhores chances, uma na trave e outra nos pés de Cássio.

Raphael Veiga: 4,0
Dois bons chutes que pararam em Cássio. Mas também furou um livre, sem marcação e de cara pro gol.

Luiz Adriano: 4,5
Trabalhou bem como pivô, mas a bola não chegou para finalizar.

Luxemburgo: 4,0
Se nem suas famosas preleções conseguem mexer com o ânimo desse grupo, o que vai mexer? Em campo, foi bem na escolha de Patrick de Paula para começar o clássico, mas errou na escolha do meia (Zé Rafael). E deve ter algum problema pessoal com Scarpa. Mesmo podendo fazer 5 alterações não colocou o camisa 14 para jogar… Estranho.