Por Eduardo Luiz
15/10/2021, 07h00

(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Na qualidade de capitão do time (reveza a função com Gómez) e como um dos líderes do elenco, o volante Felipe Melo negou, em depoimento à TV Palmeiras, que o grupo esteja acomodado, o que justificaria a absurda queda de rendimento no Brasileirão. De candidato ao título, hoje o Palmeiras nem está mais no G4.

“A nossa entrega é diária, temos um compromisso com o clube, com o trabalho. Claro que na vida, tanto no âmbito profissional quanto no pessoal, existem momentos de tempestades. Mas temos que aprender com esse momento, com as derrotas” iniciou o veterano, de 38 anos.

“A gente sabe que pode melhorar muito e isso faz parte do trabalho. Antes de qualquer cobrança externa, existe a nossa interna. Sabemos que iremos melhorar e esperamos que isso aconteça já no próximo jogo”, completou o volante.

Na sequência Felipe Melo falou justamente sobre o próximo jogo, domingo, contra o Internacional, no Allianz Parque: “Será um jogo difícil contra o Internacional. Eles vêm de vitórias, assisti a partida deles e ganharam por 3 a 1 do América-MG. Criaram bastante, então será complicado. Mas somos o Palmeiras e para aquilo que queremos e almejamos na competição, é uma ótima oportunidade de a gente voltar a vencer”.

Por fim, o camisa 30 disse que a reação no Brasileirão será importante na preparação da equipe para a final da Libertadores contra o Flamengo, marcada para 27 de novembro: “A autoconfiança é muito importante na nossa profissão. Temos a ciência que precisamos chegar bem no dia 27, mas antes dessa partida, temos que plantar as vitórias no Brasileirão”.