Por Eduardo Luiz
04/07/2021, 18h11 – Atualizado às 20h07

Meia confirmou ótima fase e fez o gol que garantiu mais uma vitória ao Palmeiras como visitante; equipe chega a 19 pontos e mantém de perto caçada ao líder.

(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Primeiro tempo

Com Felipe Melo no lugar de Kuscevic, o Palmeiras iniciou o jogo pressionando o Sport. Aos 3 minutos Zé Rafael tabelou com Deyverson e bateu com desvio, nas mãos do goleiro. Aos 8, Zé demorou a finalizar e quando o fez carimbou na zaga; a bola sobrou para Renan, que também chutou no defensor. Aos 15 minutos Scarpa cobrou falta, fácil para Maílson.

O time da casa foi finalizar pela primeira vez apenas aos 16 minutos: Everaldo pegou sobra e chutou por cima. Depois disso a partida deu uma esfriada, mas quando esquentou novamente foi uma oportunidade atrás da outra. Aos 27 minutos Raphael Veiga fez boa jogada individual, mas chutou fraco. Aos 32, Scarpa sofreu falta e ele mesmo cobrou, para fora. No lance seguinte o camisa 14 ganhou disputa pelo alto e Deyverson chutou forte; Maílson defendeu em dois tempos.

A resposta do Sport veio prontamente: aos 34 Thyere desviou de cabeça e Sabino chutou de primeira, por cima. No contra-ataque Deyverson recebeu de Zé Rafael e finalizou para fora. Aos 37 minutos Felipe Melo lançou Danilo, o volante ganhou da marcação e cruzou para Gustavo Scarpa chegar chutando de primeira. Golaço: 1 a 0.

O gol do Verdão não mudou o rumo da partida, que seguiu animada. Aos 41 minutos Everaldo teve duas chances para finalizar na mesma jogada, mas errou o alvo. Aos 44, Zé Welison tocou para Júnior Tavares chutar rente à trave direita de Jailson. Aos 45, Danilo enfiou para Scarpa, mas o goleiro saiu do gol e ficou com a bola. Aos 46 minutos Scarpa aproveitou erro de passe de Thiago Neves e armou contra-ataque que terminou com Breno Lopes tendo o chute interceptado por Sabino.

continua após a publicidade

Segundo tempo

Na etapa final, possivelmente por causa da vantagem, o Palmeiras voltou num ritmo mais lento, o que fez o Sport crescer. Aos 9 minutos Tréllez arrancou e tocou para Neílton, que ajeitou para Thiago Neves bater com força, com desvio, para fora. Aos 10, Júnior Tavares cruzou e Sabino escorou de cabeça. por cima.

Aos 18 minutos André recebeu de Zé Welison, girou pra cima de Felipe Melo e chutou para fora, desperdiçando ótima chance. Diante do crescimento do adversário, aos 20 minutos o técnico Abel Ferreira promoveu 3 alterações: Scarpa por Danilo Barbosa, Raphael Veiga por Rony, e Breno Lopes por Willian. Pouco coisa mudou, já que o time ficou sem qualquer meia de criação.

Em busca do gol de empate, o Sport teve outra grande chance aos 26 minutos, novamente com Thiago Neves, que desta vez parou em boa defesa de Jailson. Aos 32 e 36 minutos Abel promoveu as últimas alterações a que tinha direito; primeiro trocou Zé Rafael por Gabriel Menino, depois Deyverson por Victor Luis.

Diante do cansado da equipe pernambucana, nos minutos finais o Palmeiras conseguiu administrar melhor a vantagem e criou boas chances para matar o jogo. Aos 38 minutos Willian esperou a bola chegar e chutou em cima de Thyere. Aos 47, Menino foi à linha de fundo pelo lado esquerdo do ataque e cruzou rasteiro para Danilo, que chutou onde o goleiro não chegaria, mas Thyere se atirou na bola e evitou o gol.

Nos minutos restantes dos acréscimos o Verdão manteve a posse de bola até o apito final. Com a vitória no Recife – a terceira como visitante no Brasileirão, o Palmeiras chega a 19 pontos, iguala a pontuação do Athletico-PR e segue na caça do líder Red Bull Bragantino, que foi a 21 pontos com a vitória de virada sobre o São Paulo.

O Verdão volta a campo às 19h de quarta-feira (07/7) contra o Grêmio, no Allianz Parque.

Notícias relacionadas: