Por Eduardo Luiz
16/04/2021, 23h52

Em clássico ruim no Allianz Parque, rival aproveitou vacilo do camisa 14 para vencer por 1 a 0. Time de Abel Ferreira perde a invencibilidade no Campeonato Paulista.

(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Primeiro tempo

O clássico começou equilibrado no Allianz Parque. O Palmeiras com um time todo diferente em relação ao jogo da última quarta-feira, e o São Paulo com força máxima, não demoraram para finalizar. Aos 6 minutos Victor Luis cobrou falta de longe, por cima do travessão. Aos 9, Daniel Alves cruzou na cabeça de Luciano, que escorou à esquerda de Vinicius Silvestre.

As duas chances, porém, foram enganosas. Logo a partida caiu num marasmo de dar sono. O Verdão, quando tinha a posse de bola, ficava girando pelo campo defensivo, acionando Vinicius a todo instante até o goleiro dar um bicão. O rival, por sua vez, até tentava construir algo, mas esbarrava na falta de qualidade de seus meias.

Aos 36 minutos Igor Gomes cruzou para Luciano, que perdeu a disputa pelo alto com Danilo Barbosa, o estreante da noite que atuou como zagueiro. Aos 43, Kuscevic errou ao sair jogando, Igor Gomes ficou com a bola e experimentou de longe, com desvio, fácil para Vinicius. E no primeiro tempo foi só.

continua após a publicidade

Segundo tempo

Sem alterações, o Verdão voltou um pouco mais ligado para a etapa final. Aos 2 minutos Vinicius deu um bicão-lançamento para Willian, que dominou livre, mas parou a jogada, esperou a marcação voltar e arriscou de longe, para fora. Aos 9, Scarpa se livrou da marcação e soltou a bomba para ótima defesa de Tiago Volpi.

Sem conseguir o gol lá na frente, Scarpa resolveu ajudar o São Paulo. Aos 16 minutos ele falhou duas vezes seguidas perto da área, na segunda o rival aproveitou: Daniel Alves tocou para Pablo fazer 1 a 0.

Pouco depois do gol, Danilo Barbosa deu bom passe para Scarpa chutar para fora após dividir com Tiago Volpi; a assistente, porém, assinalou impedimento inexistente do camisa 14. Aos 23 minutos Léo tabelou com Pablo, invadiu a área e tocou para Luciano, mas Alan Empereur conseguiu um corte providencial.

Para tentar fazer o time reagir, aos 26 minutos Abel promoveu três alterações de uma vez: Mayke por Garcia, Scarpa por Fabinho, e Felipe Melo por Patrick de Paula. Quatro minutos mais tarde foi a vez de Papagaio e Wesley entrarem nos lugares de Willian e Luiz Adriano, respectivamente. Pouca coisa mudou.

Aos 34 minutos Éder foi à linha de fundo e cruzou para o meio da área; ninguém de verde acompanhou e Reinaldo surgiu livre para soltar a bomba, rente ao travessão. Sem atitude, o catadão alviverde foi facilmente dominado pelo rival até o apito final. Com a derrota, o time de Abel Ferreira permanece com 8 pontos na segunda colocação do Grupo C.

A maratona do Palmeiras continua às 20h de domingo (18/4) contra o Botafogo, em Ribeirão Preto.

Notícias relacionadas: