Por Eduardo Luiz
31/03/2022, 13h18

A FPF divulgou em seu site oficial a “prova do crime” (pênalti inventado para o São Paulo no jogo de ida da final do Campeonato Paulista contra o Palmeiras, disputado ontem, no Morumbi).

Toda comunicação entre o árbitro do VAR (Jose Claudio Rocha Filho) com o árbitro de campo (Douglas Marques das Flores) comprova que eles brigaram com a imagem para favorecer o time da casa.

No lance da penalidade fabricada, Marcos Rocha aparece com a cabeça virada, com os olhos fechados, com os braços colados ao corpo e com as mãos fechadas, mesmo assim o responsável pelo VAR diz que o lateral faz um “movimento antinatural” e que “amplia o espaço”. O detalhe da bola bater primeiro no ombro do camisa 2 antes de resvalar em sua mão também foi ignorado. Sugestionado pelo colega, o árbitro de campo decide pelo pênalti rapidamente, prejudicando o Palmeiras e mudando o rumo do jogo, que era equilibrado.

Veja abaixo toda sequência: