Por Catedral de Luz
25/12/2020

(Foto: Reprodução)

A “S.E.P.” respira satisfatoriamente e continua reservando para todos nós um futuro auspicioso e realizador.

Todavia, até os nossos guerreiros, entre um chute e um cabeceio, tem a graça do descanso.

Enquanto as armas de combate deixam de ser importantes (gramado, bola e gol), eu gostaria de abraçá-lo, ilustre leitor do “Galope Peregrino”, e agradecer-lhe a companhia durante toda a temporada de 2020. Afinal, mesmo com a pandemia que teima incomodar-nos, este espaço continua respondendo pelo nome de “porto seguro” e você sempre será bem-vindo.

Gostaria de desejar-lhe meus mais sinceros sentimentos e deixar-lhe uma mensagem pela poesia do grande “Frejat”: “… descubra que rir é bom, mas que rir de tudo é desespero…”

Feliz Natal.

Fiquem em paz.

O escritor e colunista Catedral de Luz nasceu na turbulenta década de 60 e adquiriu valores entre as décadas de 70 e 80 que muito marcaram sua personalidade, tais como Palmeiras, Beatles, Letras, Espiritismo e História… Amizades… Esposa e Filha.
Os anos 90 ensinaram-lhe os atalhos, restando ao novo século a retomada da lira poesia perdidas.