Por Leandro Santile
24/01/2023

(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Amigos Palestrinos, boa tarde.

De volta ao blog para falarmos do assunto que mais gostamos, não, não é cornetar, esse é o segundo, ainda preferimos elogiar o nosso time.

A convite do Eduardo, comecei a escrever a coluna primeiramente para tratar do âmbito financeiro do clube, que aliás, se voltarmos algumas colunas atrás iremos perceber que quando eu defendia a dívida em troca de ativos (Jogadores) eu não estava errado, hoje nossos ativos sobram em relação as dívidas, com o passar do tempo decidi falar da base, sim da base que até então não era essa máquina mortífera de hoje e ao falar da base fui critico em contratações “apostas”, afinal se fosse para apostar teríamos que apostar na base.

A entrevista do nosso comandante vai exatamente no caminho que eu defendo. Contratar, só se for para vestir a camisa e jogar e, para compor elenco e ter oportunidades, tenho uma lista de pelo menos 8 jogadores dentro do próprio clube, não precisamos gastar com isso.

Ou alguém tem dúvidas que o valor gasto com Flaco López e demais, poderia ser mais útil em trazer um jogador de meio-campo?

Ter a base fortalecida, traz tranquilidade para um planejamento, planejar um time de futebol não é fácil, porém já sabíamos das saídas de Scarpa e provavelmente um volante, claro que o Danilo era a bola da vez, então, cientes disso o monitoramento do mercado já deveria ter sido feito antes, para que agora fosse concretizada as contratações pontuais.

Como dizia minha nona, estão correndo atrás do rabo, primeiro perde o jogador para depois buscar, para administrar dessa maneira não é necessário ser expert, qualquer pessoa é capaz.

As contratações são necessárias, mas agora, sabendo dos recursos que irão entrar nos cofres do verdão, alguém acredita que haverá negociação fácil? Se o monitoramento é feito de forma correta, aposto que teríamos melhores condições agora para fechar os acordos.

Enquanto esse planejamento parece ser deficitário, vamos torcer amanhã pelas crias da academia, torcer para mais um título e pela valorização de atletas, pois eles, nesse momento, são nossa salvação.

Avanti Palestra.