Por Catedral de Luz
09/08/2021

(Foto: Reprodução)

Como desconstruir a confiança de um time? Dua semanas de treino somadas a dois jogos disputados, onde a “S.E.P.” ignorou a intensidade e o lugar-comum permitiu que perdêssemos a liderança do “Brasileiro”.

Continuo a alertar ao amigo leitor que a intensidade é primordial no futebol atual e nomes de times ou jogadores não ganham jogos ou, quiça, par ou ímpar.

Duas semanas para esquecer, onde apresentamos falhas individuais, espaçamento entre as linhas, ausência de criatividade e, principalmente neste final de semana, erros estratégicos promovidos pelo “Gajo Abel Ferreira”, tantas vezes elogiado por este colunista.

Como nada é fácil e a tendência é o aumento considerável das dificuldades para esta semana, um “Choque Rei” e uma batalha em “BH” podem literalmente nos tirar as luzes da ribalta.

Contudo, nas adversidades enxergamos os verdadeiros candidatos a títulos.

Chegou a hora de buscarmos o jogo mental perfeito. Aquele que possibilita-nos perceber que os resultados alcançados foram hiatos dentro do campeonato.

Pedíamos tempo para treinar e ele foi concedido. Infelizmente, parece-nos que a corda no pescoço nos cai melhor. Que assim seja, então.

Que a semana seja brilhante.

O escritor e colunista Catedral de Luz nasceu na turbulenta década de 60 e adquiriu valores entre as décadas de 70 e 80 que muito marcaram sua personalidade, tais como Palmeiras, Beatles, Letras, Espiritismo e História… Amizades… Esposa e Filha.
Os anos 90 ensinaram-lhe os atalhos, restando ao novo século a retomada da lira poesia perdidas.