Por Eduardo Luiz
21/06/2021, 12h27

(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Via assessoria de imprensa, o volante Patrick de Paula se manifestou sobre o episódio ocorrido na madrugada de segunda-feira, quando foi flagrado por membros de uma torcida organizada numa balada.

Segundo a nota, Patrick estava acompanhado de familiares e fazia uso de máscara e álcool em gel. Ele admitiu que errou ao frequentar um evento fora do horário estabelecido pelas autoridades, e lamentou a forma como foi abordado.

“Ao verdadeiro torcedor Palmeirense, fica meu pedido de desculpas, e a certeza de que sempre foi e será uma honra defender e respeitar esse manto que é minha segunda pele” disse o jogador, que foi multado e afastado pela diretoria.

Confira abaixo a nota completa:

“O volante Patrick de Paula esteve em um bar na noite de ontem com seus familiares, indo embora pouco antes das 22h. Durante todo esse período, o atleta esteve usando máscara e tomando os cuidados com álcool em gel e evitando aglomerações.

Mesmo com os cuidados, fica aqui o aprendizado e o pedido de desculpas por estar fora de isolamento após o horário do Plano SP.

O camisa 5 sempre respeitou e é grato ao Palmeiras pela oportunidade que lhe foi concedida de atuar como profissional do futebol.

Patrick também sempre honrou a camisa Palmeirense e teve grande consideração e respeito pela torcida alviverde, inclusive marcando o gol do título Paulista diante do maior rival e o gol 12 mil da história do clube. Ele nunca se furtou a demonstrar esse carinho em entrevistas e momentos públicos.

Aproveitamos este momento para repudiar veementemente as agressões sofridas pelo atleta por pessoas que se dizem torcedores do clube, atitude essa, que é inaceitável nos tempos atuais.

“Ao verdadeiro torcedor palmeirense, fica meu pedido de desculpas, e a certeza de que sempre foi e será uma honra defender e respeitar esse manto que é minha segunda pele”, diz Patrick”.