Por Eduardo Luiz
12/12/2022, 12h13

(Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

A partir de 2023 os jogos no Brasil terão acréscimos maiores, repetindo o que aconteceu na Copa do Mundo já por orientação da Fifa.

Em entrevista à Rádio Itatiaia, Wilson Seneme, presidente da comissão de arbitragem da CBF, foi quem deu a informação. A intenção é fazer as partidas terem mais tempo de bola rolando, diminuindo o impacto das “ceras”.

“É uma tendência mundial esse maior rigor. Não só em relação às perdas de tempo grandes do jogo. Mas também os arremessos laterais, a demora no tiro de meta, a chamada cera. A Fifa tem demonstrado essa preocupação. É entregar para o público uma quantidade maior de bola rolando”, disse Seneme.

“É um desafio para o Campeonato Brasileiro. Já tivemos aumento nos tempos de acréscimos em 2022. E em 2023, provavelmente, a gente vai trabalhar com números maiores”, completou.