Por Eduardo Luiz
16/03/2022, 00h25

(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

O lamentável episódio envolvendo as ofensas feitas por um agora ex-comentarista da Rádio Transamérica ao técnico Abel Ferreira foi tema de uma entrevista que o atacante Rony concedeu à Rádio Bandeirantes na noite de terça-feira. O camisa 10 partiu em defesa do chefe.

“Quando a gente trabalha, se dedica e almeja o que a gente quer, a gente mexe com pessoas que não tem nada o que fazer. A gente sabe que vivemos em um mundo muito invejoso, não sabe torcer pelo outro, não sabe torcer pela felicidade e alegria do outro, a conquista do outro. É muito difícil a gente ver isso”, iniciou.

“Acredito que pela forma com que o professor trata a gente, pela forma com que ele conduz o clube, como ele age com a gente, eu acho que isso gera muita inveja em outras pessoas” completou o atacante.

Acusado de ser “prepotente” e “arrogante” pelo cidadão que acabou demitido, Abel tem o carinho e o respeito de todos funcionários do clube, testemunhou Rony: “Se você perguntar para qualquer um no clube, todos vão elogiar ele bastante. O Abel é um cara que trata todo mundo igual, desde a cozinheira, da limpeza, fisio até os jogadores e diretoria, trata todo mundo igual” finalizou.

Outros casos: há 20 dias o apresentador Neto, da TV Bandeirantes, ofendeu tanto Abel quanto sua mãe. No ano passado o comentarista Eugênio Leal, da ESPN, chamou o técnico de “Supremacista”. Em todos casos Abel optou por não responder publicamente nem tomar medidas cabíveis.