Por Eduardo Luiz
22/04/2022, 01h20

(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Na entrevista coletiva que concedeu após o empate com o Flamengo, quarta-feira, no Maracanã, o técnico Abel Ferreira falou sobre o fato de o Palmeiras ser o clube da Série A do Brasileirão com o elenco mais curto, apenas 24 jogadores.

O português disse que foi uma opção dele trabalhar com um número reduzido, já que assim pode compor o grupo com alguns garotos da base – contra a equipe carioca o atacante Giovani, do Sub-20, foi novamente relacionado.

“Temos um elenco curto por opção minha. Queríamos outras alternativas, mas o clube não conseguiu encontrar por várias razões, mas temos dois jogadores por posição. Temos 24 jogadores mais os garotos da formação que nos tem ajudado, e é isso que vamos continuar fazer” comentou.

Na sequência Abel admitiu que em função do grupo reduzido alguns jogadores recebem atenção especial: “Não há milagres. Não somos máquinas. Vamos procurar a cada jogo rodar algumas posições chave, mas sabemos que há jogadores que são influentes na dinâmica coletiva da equipe e vamos procurar recuperá-los o mais rápido possível”.

“Nós somos a equipe que mais cedo começou a temporada, que mais intenso entrou na temporada e que já conquistou algo na temporada. E já disse que não sei como vai ser no decorrer da temporada (a condição física do grupo)” completou.

No momento o Palmeiras tem apenas 1 jogador fora de combate por lesão, o zagueiro Luan, que não atua desde fevereiro (seu último jogo foi em 12/2 contra o Chelsea, pela final do Mundial). Como de costume, o clube não informa um prazo de recuperação.