Por Eduardo Luiz
29/06/2022, 09h30

(Fotos: Cesar Greco/Palmeiras)

Antes do Palmeiras embarcar para Assunção na tarde de ontem, o goleiro Weverton falou ao site oficial sobre o duelo de logo mais contra o Cerro Porteño, pelas oitavas de final da Libertadores. Pregando respeito ao adversário, o camisa 21 projetou um bom resultado fora de casa, de preferência sem sofrer gols.

“A preparação foi mais focada no descanso e na recuperação para quem jogou contra o Avaí. Estamos todos focados e preparados, sabemos como é jogar Libertadores e como será mais um confronto difícil. É um adversário que enfrentamos em 2018 e sabemos o quanto é duro jogar lá, mas aquilo que viemos apresentando na competição nos dá experiência para fazermos mais um grande jogo, buscarmos um bom resultado e decidirmos em casa”, iniciou.

“A gente sabe o quanto é importante obter um bom resultado no primeiro jogo para depois fechar em casa. Em jogo de mata-mata o Abel nos pede isso, um bom resultado no jogo de ida, melhor ainda se for com baliza zero, com cada um focado em suas tarefas, para fechar em casa, com certeza com o estádio lotado e com o apoio do nosso torcedor” completou o jogador.

Por fim, Weverton falou sobre o reencontro do Palmeiras com o ídolo Arce, que atuou pelo clube entre o final dos anos 90 e o começo dos anos 2000; mostrando conhecer a história do Verdão, o goleiro reverenciou o ex-lateral.

“O Arce será muito bem recebido por todos por tudo o que fez vestindo a camisa do Palmeiras. A gente sempre tem que valorizar quem tem bons serviços prestados e essa gratidão é muito importante para as pessoas que dedicaram uma parte de sua vida para fazer o melhor pelo clube. Ele é um vencedor, vi só pela televisão, ele batia muito bem faltas e pênaltis, tinha uma batida diferenciada e será muito bem tratado e nos tratará muito bem também. Ele está fazendo um grande trabalho, classificou o Cerro por mérito e tenho certeza de que será um jogo duro. Vai ser bacana poder reencontrá-lo. Sempre será um ídolo” concluiu.

Na História: pelo Palmeiras o paraguaio Arce disputou 241 jogos (entre 1998 e 2002), marcou 57 gols, deu 73 assistências e conquistou 5 títulos: Copa do Brasil (1998), Copa Mercosul (1998); Libertadores (1999), Torneio Rio-São Paulo (2000) e Copa dos Campeões (2000). Ao lado de Valdivia, é o estrangeiro com mais partidas pelo Verdão.