Por Eduardo Luiz
14/01/2021, 20h08

Scarpa, Lucas Lima e Breno Lopes, todos no primeiro tempo, fizeram os gols da vitória. Palmeiras chega a 56 pontos no Brasileirão.

(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Primeiro tempo

Com um mistão, o Palmeiras iniciou o jogo tomando um susto: logo no primeiro minuto o Fortaleza teve uma falta a seu favor, Romarinho levantou na área e Paulão escorou nas mãos de Weverton. Depois disso só deu Verdão. Aos 4 minutos Marcos Rocha cobrou lateral e Scarpa só não finalizou porque Paulão conseguiu um desvio providencial. Aos 10, Lucas Lima lançou Breno Lopes, o atacante cruzou para Scarpa, a defesa cortou e a bola sobrou para Esteves, que soltou a bomba e carimbou Breno Melo.

Jogando bem, Lucas Lima arriscou um chute de média distância aos 11 minutos, por cima do travessão. Aos 13 foi a vez de Scarpa tentar a sorte de fora da área; Felipe Alves mandou para escanteio. Aos 16 minutos Marcos Rocha deu bom passe para Gabriel Menino dominar e chutar em cima do goleiro; o assistente assinalou impedimento que não houve, mas Menino dominou com o braço.

De tanto insistir, o Palmeiras enfim conseguiu abrir o placar aos 19 minutos: Scarpa sofreu falta e ele mesmo cobrou com perfeição no canto esquerdo de Felipe Alves, que nem se mexeu: 1 a 0 (um gol de falta não acontecia desde maio de 2019, quando Moisés marcou contra o Sampaio Corrêa em jogo válido pela Copa do Brasil).

Em vantagem, o Verdão não diminuiu o ritmo. Aos 22 minutos Gabriel Menino soltou a bomba, para fora. Aos 24 o volante ajeitou para Scarpa chutar colocado e parar em boa defesa do goleiro. Aos 25 minutos saiu o segundo gol: Scarpa deu ótimo passe para Marcos Rocha, que dominou e viu Lucas Lima livre dentro da área; o lateral fez a assistência e o meia concluiu de direita: 2 a 0.

Acuado, o Fortaleza só voltou a se aproximar da meta de Weverton aos 32 minutos, e novamente numa bola parada, de novo com Paulão após cobrança de escanteio, mas a cabeçada do zagueiro não levou perigo. Avassalador, o time do técnico Abel Ferreira chegou ao terceiro gol aos 37 minutos, e foi outro golaço: Danilo enfiou para Scarpa, o meia deixou para Lucas Lima tocar de primeira para Gabriel Menino ajeitar para Breno Lopes enfiar o pé e correr para o abraço: 3 a 0.

Jogando em ritmo de treino, o Palmeiras quase fez o quarto aos 40 minutos com Scarpa; o chute do meia tirou tinta da trave direita do goleiro. Aos 42 Esteves foi lançado, ganhou da marcação e chutou na trave, mas o lance foi invalidado por impedimento.

Aos 45 outra chance para o garoto da base: ele experimentou da entrada da área e viu a bola sair por pouco. No último lance do primeiro tempo o árbitro e o VAR ainda sonegaram um pênalti claro em Marcos Rocha, que teve o calção puxado dentro da área.

continua após a publicidade

Segundo tempo

Na etapa final, sem mudanças, o Palmeiras voltou num ritmo mais cadenciado, mas sem perder o controle da partida. Aos 7 minutos Lucas Lima tocou para Scarpa e o camisa 14 chutou, com desvio, para fora. Aos 9 Kuscevic errou uma saída de bola mas consertou a tempo de desviar o chute de Wellington Paulista.

Um dos destaques do time, o atacante Breno Lopes sentiu uma fisgada na coxa aos 13 minutos e pediu substituição. Willian entrou em seu lugar. Depois de 13 minutos sem emoções, Abel promoveu mais duas alterações, desta vez por opção: Raphael Veiga substituiu Lucas Lima, e Patrick de Paula entrou no lugar de Esteves.

Quatro minutos depois de entrar, aos 30, a dupla Veiga-Patrick quase marcou um golaço: o meia deu lindo passe para o volante invadir a área e tocar de primeira no canto direito baixo do goleiro, que foi buscar. Com o jogo resolvido, aos 37 minutos o comandante Palmeirense promoveu as últimas mexidas a que tinha direito: Marcos Rocha por Mayke, e Danilo por Felipe Melo.

Os últimos 10 minutos de jogo foram protocolares. Com a vitória o Palmeiras chega a 56 pontos e reassume a 6ª colocação do Brasileirão.

O Verdão volta a campo às 19h30 de quarta-feira (17/2) para enfrentar o Coritiba, em Curitiba.

Notícias relacionadas: