Por Eduardo Luiz
12/06/2022, 20h04

Dudu e Rony fizeram os gols da vitória por 2 a 0; Palmeiras, que não vencia o adversário em seu estádio desde 1997, vai a 22 pontos e segue na primeira colocação.

(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Primeiro tempo

Com o mesmo time que derrotou o Botafogo, o Palmeiras iniciou o jogo abstraindo o fator mando e partindo para cima do Coritiba. Logo com 1 minuto e 30 segundos de bola rolando Zé Rafael experimentou da entrada da área, com desvio, para fora. Aos 7 minutos Scarpa também tentou a sorte de média distância e fez o goleiro trabalhar. Aos 9, o camisa 14 ajeitou para Dudu soltar a bomba e também parar em Rafael William.

A primeira investida dos donos da casa surgiu aos 12 minutos; o chute de Igor Paixão foi desviado e saiu em escanteio. Após a cobrança executada por Robinho, Guillermo subiu mais que Murilo e escorou para fora. Aos 22 minutos, em jogada ensaiada de escanteio, o Verdão abriu o placar: Marcos Rocha recebeu de Scarpa e tocou para Dudu chutar no canto direito do goleiro: 1 a 0.

Em vantagem, o Palmeiras não diminuiu o ritmo. Aos 27 minutos Dudu rolou para Scarpa chutar muito alto. Aos 28, Marcos Rocha sentiu algo e pediu substituição. Garcia entrou em seu lugar. Aos 32 minutos Dudu tabelou com Rony e já dentro da área concluiu por cima do travessão. Quem também isolou foi Rony, aos 37.

Na reta final do primeiro tempo o Coritiba conseguiu aumentar a posse de bola e a presença no campo de ataque, mas o que de melhor conseguiu para tentar o empate foi um chute sem direção de Igor Paixão, aos 41 minutos.

continua após a publicidade

Segundo tempo

A etapa final começou mais equilibrada. Aos 4 minutos Dudu cruzou rasteiro para Rony, mas Guillermo se antecipou e fez o corte. Aos 5, Piquerez pegou sobra da entrada da área e chutou forte, nas mãos do goleiro. A resposta do Coritiba veio no lance seguinte: Guillermo chutou de média distância, fácil para Weverton.

Em busca do empate, a equipe paranaense teve boa chance aos 16 minutos: Igor Paixão ganhou disputa com Garcia e a bola sobrou para Martínez, que teve o chute bloqueado por Weverton. Não deu tempo para o Coritiba se empolgar. Aos 19 minutos o Verdão puxou um contra-ataque fatal: Zé Rafael enfiou para Veron cruzar para Rony chegar chutando: 2 a 0.

Jogador mais perigoso do adversário, Igor Paixão voltou a testar Weverton aos 20 minutos, mas novamente o camisa 21 alviverde levou a melhor. Aos 21, Clayson girou pra cima de Luan e bateu para fora. Aos 25 minutos o VAR precisou intervir após o árbitro de campo não ver uma solada de Thonny Anderson em Rony. Diante da imagem, Leandro Pedro Vuden expulsou o meia do Coritiba.

Com um jogador a mais, o Palmeiras passou a administrar o resultado. E a partir dos 35 minutos o técnico Abel Ferreira começou a rodar o elenco. Foram 4 alterações num curto intervalo; deixaram o jogo: Veron, Danilo, Rony e Piquerez para as entradas de Wesley, Fabinho, Rafael Navarro e Jorge, respectivamente.

Aos 42 minutos o Verdão chegou ao terceiro gol com Dudu, mas como Scarpa disputou com o goleiro em impedimento, foi corretamente anulado. Aos 45 um susto: Murilo deu condições para Clayton surgir livre na cara que Weverton, que rapidamente fechou o ângulo e fez grande defesa.

Nos 10 minutos de acréscimo (no começo do segundo tempo a partida ficou paralisada por 6 minutos em função de uma confusão fora do estádio), o Palmeiras manteve a posse de bola e fez outro gol impedido, desta vez com Scarpa. Assim o Verdão encerrou um tabu de 25 anos sem vitória no Couto Pereira. Com o resultado, o time de Abel Ferreira vai a 22 pontos e mantém a liderança isolada do Brasileirão.

O próximo adversário do Palmeiras será o Atlético-GO, no Allianz Parque. O jogo aconteceria na quarta-feira (15/6), às 20h30, mas mudou para quinta (16/6), às 18h a pedido do Palmeiras.

Notícias relacionadas: