Por Eduardo Luiz
27/03/2021, 19h47

(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

O Palmeiras comunicou ao Nacional-URU que exercerá uma cláusula contratual para aumentar a participação nos direitos econômicos de Matías Viña. O clube passará a ser dono de 57,5% (tinha 50%).

Quando contratou o jogador em janeiro de 2020 por R$ 17 milhões, o Verdão deixou acordado que na temporada seguinte poderia comprar mais 7,5% ou mais 10% dos direitos do lateral, o que será feito agora.

O valor a ser desembolsado pelos 7,5% é um pouco inferior a 1 milhão de dólares (R$ 5,7 mi), conforme revelou nos últimos dias a imprensa esportiva do Uruguai.

Viña, de 23 anos, tem apenas 50 jogos disputados pelo Palmeiras e já conquistou 3 títulos: Paulista, Libertadores e Copa do Brasil, todos em 2020. Seu contrato vai até dezembro de 2024.

No radar de europeus: Viña é um dos jogadores mais valorizados do elenco Palmeirense. Recentemente seu nome esteve vinculado a três grandes clubes europeus, Real Madrid, Barcelona e Milan.