Por Eduardo Luiz
02/02/2020, 17h54

Time de Luxemburgo faz péssimo primeiro tempo, acorda na segundo mas não consegue evitar a primeira derrota no ano.

(Foto: Cesar Greco/Ag.Palmeiras)

Com as voltas de Felipe Melo, Gabriel Menino, Dudu e Luiz Adriano ao time titular, além da entrada de Wesley no lugar de Gabriel Veron, o Palmeiras iniciou o jogo sendo completamente dominado pelo Red Bull Bragantino, que em 15 minutos finalizou três vezes, com Claudinho, Barreto e Ullian, mas nenhum dos chutes levou perigo para Weverton.

Aos 19 minutos outra investida dos mandantes, essa fazendo o goleiro Palmeirense trabalhar: Claudinho soltou a bomba, Weverton deu rebote nos pés de Ytalo, mas Victor Luis bloqueou. Só dava Red Bull Bragantino. Aos 26 minutos Ytalo arriscou de longe e errou o alvo.

A primeira finalização do Verdão aconteceu apenas aos 29 minutos: Marcos Rocha recebeu de Dudu e cruzou para Wesley escorar nas mãos de Júlio César. Aos 30 o jogo parou para hidratação, e quando recomeçou o Palmeiras voltou ainda pior. Aos 33, após cobrança de lateral, Ytalo deixou de calcanhar para Ullian bater na saída de Weverton: 1 a 0.

Melhor em campo, a equipe do interior voltou a ameaçar a meta alviverde aos 36 minutos: Ytalo chutou forte, Weverton não segurou mas na sobra Felipe Melo afastou. Aos 42 Aderlan arriscou um chute cruzado que tirou tinta da trave direita de Weverton. Assim foram os piores 45 minutos do Palmeiras na temporada.

Com Willian e Zé Rafael nos lugares de Wesley e Gabriel Menino, o Verdão voltou para a etapa final tentando mostrar outra atitude. Logo no primeiro minuto Luiz Adriano aproveitou vacilo de Ligger para chutar forte e exigir ótima defesa de Júlio César. No contra-ataque, porém, Zé Rafael teve de cobrir um buraco deixado por Marcos Rocha e cometeu pênalti bobo em Edimar. Ytalo cobrou e aumentou a vantagem: 2 a 0.

Aos 8 minutos Lucas Lima cobrou bem uma falta da entrada da área, mas o goleiro foi buscar. Aos 16 Dudu fez boa jogada individual pelo lado esquerdo do ataque e rolou para Lucas Lima, que recuou para Júlio César. Aos 21 minutos Zé tentou se redimir com um chute de fora da área que passou perto da trave esquerda.

Tranquilo com a vantagem, o Red Bull Bragantino só voltou a incomodar a meta de Weverton aos 22 minutos num chute de Matheus Jesus que saiu por cima do travessão. Aos 24 Marcos Rocha cruzou, Luiz Adriano desviou de letra e Dudu, de frente para o gol vazio, não conseguiu finalizar. Logo depois Luxa mexeu pela última vez: Gustavo Scarpa entrou no lugar de Victor Luis.

Aos 34 minutos Dudu lançou Willian, o goleiro saiu mal do gol e Edimar derrubou o camisa 29; pênalti assinalado e convertido por Dudu: 2 a 1. Os Palmeirenses ainda ficaram reclamando (com razão) que o defensor do Red Bull Bragantino deveria ter recebido cartão vermelho, não amarelo, no lance da penalidade.

Com pouco mais de 10 minutos para tentar ao menos o empate, o Verdão foi para cima do adversário. Aos 36 minutos Willian ajeitou para Zé Rafael bater colocado buscando o ângulo, sem sucesso.

Apesar de ter mantido a posse de bola nos minutos finais, o time de Luxa não conseguiu finalizar mais nenhuma vez. Com a derrota o Palmeiras permanece com 7 pontos e pode perder a segunda colocação do Grupo B do Paulista.

Sem compromisso no meio da semana, o Verdão volta a campo às 19h30 do próximo sábado (08/2) para enfrentar a Ponte Preta, em Campinas.

Notícias relacionadas: